São Paulo se preocupa com maratona e culpa cansaço pelo mau desempenho

O São Paulo está cansado. Perto de completar 30 jogos em uma temporada que começou no dia 23 de janeiro, na pré-Libertadores, contra o Bolívar, o time justifica a falta de regularidade nas partidas de 2013 usando o excesso de partidas.

O alerta vem em uma semana complicada, que o time enfrenta o Atlético-MG na quinta-feira, pelas oitavas de final da Copa Libertadores, e o Corinthians, pela semifinal do Campeonato Paulista, três dias depois, no domingo. Ambos no Estádio do Morumbi.

“Estamos terminando o mês de abril e nossa primeira partida foi em janeiro. Nós temos oito jogos por mês e, pela primeira vez, na semana passada, a gente teve uma semana de folga. Por isso que a gente varia na intensidade apresentada nos jogos”, disse Ney Franco.

Com 28 jogadores de linha, o comandante tem adotado o revezamento. Em várias partidas, os jogadores reservas entraram para defender o São Paulo e, mesmo assim, o desempenho bom foi mantido. Não à toa, o time foi o primeiro colocado sem nenhum problema no Campeonato Paulista e sofreu na Libertadores por causa de tropeços contra o Arsenal de Sarandí.

Até agora, foram 28 partidas disputadas em 2013. No próximo domingo, a 30ª partida do ano acontece contra o Corinthians. Segundo ele, estar bem nesta altura do campeonato só é possível pela vontade dos jogadores e pelo trabalho desempenhado pela comissão técnica.

“A sequência de jogos (nesta quinta e domingo) vai representar o que tem sido durante a temporada. Só estamos levando isso pela vontade de jogar e também pelo trabalho tático e técnico que temos feito na temporada, além da recuperação física”, completou Ney.

Outro aspecto elogiado pelo comandante foi a inteligência emocional de seus atletas, especialmente para superar os momentos de turbulência que sua equipe viveu até agora.

“Nossa equipe está emocionalmente preparada para enfrentar isso. Nenhuma equipe no mundo teve o início de temporada que nós tivemos”, finalizou.

O São Paulo se apresenta na segunda-feira no CT da Barra Funda para um trabalho de recuperação física. Na terça, os trabalhos voltam a ser intensos já pensando no time de Minas Gerais.

Fonte: Uol

2 comentários em “São Paulo se preocupa com maratona e culpa cansaço pelo mau desempenho

  1. ah…nessa conta sem vergonha do treinador, estão computados os jogos-treinos do Campeonato Paulista, nos quais foram utilizados jogadores reservas…pode!!!!

  2. Enfim…ele apareceu! A justificativa padrão para a falta de personalidade e produtividade: excesso de jogos!!! Estava demorando. Eu estava esperando que essa justificativa aparecesse no final de março…demorou um mês a mais…mas ela apareceu!!! Só rindo mesmo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*