São Paulo recebe a Ferroviária para amenizar pressão e salvar Dorival

Após duas derrotas consecutivas, o São Paulo enfrentará a Ferroviária neste domingo, às 17 horas (de Brasília), no Morumbi, pela nona rodada do Campeonato Paulista. Para além dos três pontos, a partida ganha em importância pelas consequências do que o placar do estádio indicar ao final dos 90 minutos.

Um resultado que não seja a vitória provavelmente culminará na demissão do técnico Dorival Júnior, criticado por torcida e cobrado pela diretoria. Por outro lado, um triunfo amenizaria a pressão e daria um pouco mais de tranquilidade ao treinador. Além disso, a equipe ficaria numa situação mais favorável em termos de classificação.

Com dez pontos ganhos, o São Paulo lidera o Grupo B do Estadual, empatado com a Ponte Preta, e à frente de Santo André (8) e São Caetano (7). A ideia é retomar o embalo perdido com os reveses para Santos e Ituano.

“Temos de ter personalidade, não tem mais menino aqui e sabemos da pressão. Se entramos nessa situação, só nós podemos sair. O psicológico é muito importante e precisamos ter confiança. Tem de treinar a cabeça. Saber jogar bola a gente sabe, mas temos de mostrar para ter o torcedor ao nosso lado”, bradou o atacante Marcos Guilherme.

Para tanto, Dorival terá de fazer mudanças na equipe. Com uma contratura na coxa direita, Jucilei está fora de combate, assim como Reinaldo, que levou o terceiro cartão amarelo na última quarta-feira. Em compensação, Petros retorna de suspensão e deve formar dupla de volantes com Hudson, ao passo que Edimar tende a ocupar a lateral esquerda.

As alterações mais significativas, contudo, podem se dar no sistema ofensivo. No treino da última sexta-feira, quando a maior parte dos titulares foi poupada, Diego Souza foi recuado para a sua função original, de meia. Neste início de ano, o camisa 9 vem tendo dificuldade para ajudar como centroavante.

Nesse cenário, há a possibilidade de Nenê, com quem Dorival teve uma longa conversa na sexta, ir para o banco de reservas para a entrada de um homem de referência no ataque, como os centroavantes Tréllez e Brenner.

Na Ferroviária, o objetivo também é reagir após uma derrota. A equipe de Araraquara, que perdeu para o São Caetano na última rodada, desperdiçou a chance de entrar na briga pela classificação no Grupo C e caiu para o quarto e último lugar, com nove pontos.

A crise instalada no Morumbi deixa o time do interior em estado de alerta. “O São Paulo faz um campeonato de altos e baixos, mas não quer dizer que vamos ter vida fácil no domingo. É uma grande equipe que está passando por uma reformulação no elenco. Para esse jogo, eles devem jogar muito concentrados por virem de uma derrota”, previu o zagueiro Luan.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO X FERROVIÁRIA

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 25 de fevereiro de 2018, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza
Assistentes: Rogério Pablos Zanardo e Vitor Carmona Metestaine

SÃO PAULO: Sidão; Éder Militão, Bruno Alves, Rodrigo Caio e Edimar; Petros e Hudson; Marcos Guilherme, Diego Souza e Cueva; Tréllez (Brenner ou Nenê)
Técnico: Dorival Júnior

Ferroviária: Tadeu; Diogo Mateus, Patrick, Luan e Velicka; Bruno Silva, Moacir, Elvis e Welinton Júnior; Hygor e Léo Castro
Técnico: PC Oliveira

 

Fonte: Gazeta Esportiva

2 comentários em “São Paulo recebe a Ferroviária para amenizar pressão e salvar Dorival

  1. Mesmo que perca o jogo contra a Ferroviaria, não que isso vai acontecer, o Dorival Junior deve ficar por vários motivos.
    1-) tempo de treinamento, ainda não da para fazer uma equipe atuar da maneira que ele quer, além de vários jogadores terem chegado no inicio do paulistao.
    2-) não ha bons treinadores a disposição, Luxemburgo não e treinador que o tricolor merece, não tem mais capacidade para este clube, foi mandado embora pelo time da 3* divisão do Japao , depois foi para o Sport Recife e quase rebaixou o rubro negro em 2017. Oswaldo Oliveira e outro que acredito que ja e ultrapassado.
    A escalação e quase o ideal que temos, mas colocaria
    3-) A diretoria tem que contratar mais quatro jogadores para essa temporada, lateral direito, lateral esquerdo, meia de origem e um centro avante fixo.
    Ai sim acredito que Dorival Junior vai dar conta. Brenner e Caique n ataque.

    • Mesmo se perder pra ferroviária em casa não merece ser demitido esse treineiro????!!!! Esse asno já deveria estar na rua faz tempo, tem um monte de técnicos que com menos material estão fazendo um bom trabalho e essa mula não sabe nem escalar a posição dos jogadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*