São Paulo pode ter a pior defesa dos últimos anos

Com os dois gols na derrota de virada por 2 a 1 para o Grêmio, o São Paulo chegou a 20 sofridos no Brasileirão. Atualmente, empatado com Cruzeiro e Ponte Preta, é a 11ª pior defesa da competição.

O número não é preocupante apenas pelas falhas defensivas, principalmente na bola aérea, mas também para o decorrer do Nacional. Desde 2006, quando conquistou o primeiro dos três títulos seguidos, 2012 pode ser o pior primeiro turno do Tricolor.

Em 2010, com 25 gols tomados nas primeiras 19 rodadas, o São Paulo terminou fora do G4 e depois de sete anos ficou fora da Copa Santander Libertadores. Ano passado, com 23 sofridos, novamente não conseguiu a vaga. Náutico, Ponte Preta e Corinthians são os últimos adversários do turno.

Para quarta-feira, diante do Náutico, Ney Franco vai contar com o retorno de Rafael Toloi, que cumpriu suspensão automática no último confronto. Com isso, a defesa volta ao esquema com três zagueiros. Diante do Grêmio, Casemiro esteve ao lado de João Filipe e Rhodolfo.

Desde que chegou, Ney Franco tem cobrado uma marcação mais efetiva de todo o time, e não só dos zagueiros. No Brasileirão, em oito partidas com o novo comandante, são onze gols sofridos.
Gols sofridos no primeiro turno do Brasileirão

2006 – 21 gols – campeão
2007 – 7 gols – campeão
2008 – 21 gols – campeão
2009 – 21 gols – terceiro lugar
2010 – 25 gols – nono lugar
2011 – 23 gols – sexto lugar
2012 – 20 gols – sétimo lugar
Fone: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*