São Paulo não quer ceder Hudson em troca com Santos por Victor Ferraz

O São Paulo tem interesse em Victor Ferraz, e o presidente do Santos, José Carlos Peres, confirmou que há conversas a respeito da negociação do lateral-direito. Mas uma das possibilidades de troca entre os rivais está descartada por enquanto: a ida de Hudson para a Vila Belmiro.

Hudson estava emprestado ao Cruzeiro no ano passado, sendo um dos destaques na conquista da Copa do Brasil, e retornou ao Tricolor, com quem tem contrato até o fim de 2019. Atualmente, é reserva de Petros e Jucilei, mas está nos planos de Dorival Júnior. Ele estreou na temporada só na última quarta-feira, diante do Bragantino, mas não foi usado antes porque estava em reta final de recuperação de lesão muscular.

A troca não está descartada, mas, neste momento, é inviável diante da intenção de Dorival de usar Hudson. Raí, diretor executivo de futebol do São Paulo, também já enalteceu publicamente o volante, de 30 anos de idade, como um dos líderes do elenco, o que complicaria ainda mais sua saída.

Com futuro incerto, Victor Ferraz se recupera de luxação no ombro direito e desfalcará o Santos na sequência do Campeonato Paulista. Mas Dorival deseja contar com Ferraz, e já fez o pedido por sua contratação ao São Paulo ainda no fim do ano passado. Em sua visão, ele é o melhor lateral-direito do futebol brasileiro – atualmente, Militão tem sido o titular na posição, mas o técnico gostaria de usá-lo como volante ou zagueiro, suas funções originais.

Em evento na Federação Paulista de Futebol nessa quinta-feira, os presidentes Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, do São Paulo, e José Carlos Peres, do Santos, comentaram sobre a possibilidade de negócio. Por enquanto, seguem as conversas em busca de um acordo para Victor Ferraz mudar de clube.

Caso acerte com o São Paulo, Victor Ferraz não terá mais condições de atuar no Campeonato Paulista, pois já jogou na competição pelo Santos, mas fica à disposição para o Campeonato Brasileiro, a Copa do Brasil e a Copa Sul-Americana. Já Hudson só defenderia o Peixe na Libertadores e no Brasileiro, pois já ficou no banco pelo Tricolor na Copa do Brasil e entrou em campo pelo Paulista.

 

Fonte: Lance

10 comentários em “São Paulo não quer ceder Hudson em troca com Santos por Victor Ferraz

  1. Essa possível troca só lesa o SPFC!

    Militao não é o problema, ele acertou junto com Arboleda nossa defesa e juntos carregam no colo ao Nutella.

    A falta de criação se dá pela ineficiência do meio campo! Jogadores lentos e todos sem o mínimo de faro de gol!!!

  2. Nao sei o que menos ruim, Hudson ou Vitor Ferraz, e seu Dorival Jr fala que é um dos lideres do grupo, lider aonde ele vê isso, percebe-se uma má vontade nos jogos que tem entrado como se nao tivesse com vontade de ter voltado e ter ficado no Cruzeiro onde foi destaque, para mim sera banco e so entrara no segundo tempo.
    Pode ate ser que melhore ja que estamos em inicio de temporada, mas no ultimo jogo perdeu bolas faceis, entregou bolas faceis, marcou muito mal.

  3. Manda o paga-lanche do Hudson o mais rápido possível para a Baixada.Precisamos de um lateral direito de ofício e não um improvisado, além disso, o Hudson é fraquíssimo.Não caga e nem sai da moita.Se fosse tão bom assim, o Cruzeiro teria feito uma forcinha para segurá-lo.

  4. Estão procurando sarna para se coçar, não vejo boa ideia tirar o Militão da lateral, foi ele quem estabilizou a defesa, era antes dele uma peneira. Esse lateral do Santos não marca ninguem é por isso que a torcida está pegando no seu pé.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*