São Paulo goleia o Sport e se consolida no G4

O São Paulo está cada vez mais consolidado como integrante do G-4 do CampeonatoBrasileiro. Na noite deste sábado, a equipe dirigida por Ney Franco fez 4 a 2 sobre o desesperado Sport na Ilha do Retiro, de virada, com grande atuação de Lucas. O jogador marcou três gols na partida. Rivaldo (contra), Gilberto e Hugo completaram o placar.

Com o resultado, o São Paulo passou a somar 58 pontos, na quarta colocação. Do outro lado, o Sport tem apenas 33 e está cada vez mais próximo do rebaixamento à Série B. Os dois times voltarão a campo no domingo de 4 de novembro. O paulista receberá o líder Fluminense no Morumbi, enquanto o pernambucano visitará o Vasco em São Januário.

O jogo – O Sport começou a partida tão animado quanto a sua torcida. Enquanto o público fazia muito barulho nas arquibancadas da Ilha do Retiro, o time comandado por Sérgio Guedes acuava o São Paulo – que não se ajustou no sistema tático 3-5-2 – no gramado.

A primeira boa oportunidade de gol ocorreu aos 12 minutos, quando Bruno Aguiar cobrou falta com efeito. Rogério Ceni fez uma pose estranha, mas conseguiu defender. Na cobrança de escanteio do ex-são-paulino Cicinho, no entanto, Gilberto subiu mais do que a zaga e cabeceou para a rede.

O Sport não se contentou com um gol. Aos 16 minutos, quase fez o segundo. Cicinho rolou a bola para a área em cobrança de falta, e Gilberto bateu firme. Rogério Ceni salvou com o pé. Após mais um susto, Ney Franco decidiu mudar o posicionamento tático do São Paulo, que passou a atuar com dois zagueiros. Deu resultado.

Um minuto após a finalização de Gilberto, Lucas empatou a partida para o Tricolor. O futuro meia-atacante do francês Paris Saint-Germain carregou a bola pela intermediária, ajeitou e chutou com força para anotar um belo gol. Era o que o São Paulo precisava para ganhar confiança e tornar-se mais presente no campo de ataque.

A defesa do Sport também colaborou com a grande melhora dos visitantes no jogo. Aos 30 minutos, Luis Fabiano cruzou a bola da direita, e Saulo soltou nos pés de Lucas. Oportunista, o atleta do São Paulo só teve o trabalho de empurrar para o gol. Enquanto ele comemorava, o goleiro do Sport se virava para as arquibancadas e pedia desculpas pelo erro.

A torcida do Sport, contudo, teria outro vilão para eleger até o final do primeiro tempo: Rivaldo. O ex-jogador do Palmeiras se intrometeu em uma tabela de Cortez com Luis Fabiano, fora da área, de forma atrapalhada. A bola subiu e encobriu Saulo, aos 33, para desespero dos pernambucanos. O lateral canhoto do Tricolor festejou como se o gol fosse seu.

O São Paulo poderia até ter formatado uma goleada antes mesmo do intervalo. Abatido, o Sport passou a falhar ainda mais. Rivaldo era vaiado a cada toque na bola. Aos 41 minutos, Douglas ficou completamente livre de marcação dentro da área rival e, sem cacoete de centroavante, chutou para fora.

Para tentar reanimar o Sport, Sérgio Guedes fez o que a torcida queria: sacou Rivaldo. Marquinhos Gabriel substituiu o contestado companheiro no intervalo. Do outro lado, o São Paulo promoveu uma alteração aos nove minutos do segundo tempo. Mas por necessidade. Maicon saiu lesionado, e Ademilson foi a campo.

O São Paulo levou a melhor após as substituições. Aos 13 minutos, Lucas tabelou com Luis Fabiano e aguardou a saída de Saulo para anotar o seu terceiro gol na partida. Era o que restava para alguns torcedores do Sport começarem a deixar a Ilha do Retiro – outros preferiram enxugar as lágrimas e assistir à derrota até o final.

Aos poucos, o Sport voltou a atacar. O aniversariante Hugo, a partir deste sábado com 32 anos, chutou bem da entrada da área. Parou na defesa do seu ex-companheiro Rogério, que sentiu dores no ombro ao se esticar. O goleiro seguiu em campo, mas Denilson não – foi substituído por Casemiro. Pelo Sport, Moacir entrou na vaga de Rithelly.

Pouco depois das alterações, mais uma modificação no marcador. Rhodolfo deu um carrinho e derrubou Gilberto – pênalti, segundo o árbitro Jaílson Macedo Freitas. No novo embate entre Hugo e Rogério, o jogador do Sport deslocou o goleiro e conferiu. O gol alegrou um pouco o maior público do time pernambucano no campeonato, mas não o bastante para aliviar o desespero com a possibilidade de rebaixamento.

 

FICHA TÉCNICA

SPORT 2 x 4 SÃO PAULO

Local: Ilha do Retiro, em Recife (PE)
Data/Hora: 27/10/2012 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Auxiliares: Kleber Lucio Gil (SC) e Ivan Carlos Bohn (PR)
Público/renda: 31.509 torcedores. Renda não foi divulgada

Cartões Amarelos: Rithelly, Tobi e René (SPO); Cortez e Denilson (SAO)
Cartões Vermelhos: –
Gols: Gilberto – 13’/1ºT (1-0), Lucas – 18’/1ºT (1-1), Lucas – 29’/1ºT (1-2), Rivaldo (contra) – 33’/1ºT (1-3), Lucas – 13’/2ºT (1-4) e Hugo – 35’/2ºT (2-4).

São Paulo: Rogério Ceni, Paulo Miranda (39’/2ºT – Cícero), Rhodolfo, Rafael Toloi e Cortez; Denilson,(25´/2ºT – Casemiro), Wellington, Douglas e Maicon (8´/2ºT – Ademilson); Lucas e Luis Fabiano. Técnico: Nei Franco.

Sport: Saulo; Cicinho, Bruno Aguiar, Aílson e Renê; Toby, Rivaldo (Intervalo – Marquinhos Gabriel), Rithely (26’/2ºT – Moacir) e Hugo; Felipe Azevedo e Gilberto (36’/2ºT – Sandrinho). Técnico: Sérgio Guedes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*