São Paulo goleia com show de Pato no Pacaembu

Um dia depois de a diretoria apresentar novo reforço para o sistema ofensivo e cobrar de Muricy Ramalho aproveitamento equilibrado do “melhor elenco do Brasil”, Alexandre Pato ganhou nova chance do treinador – deixando Luis Fabiano no banco de reserva – e não o desapontou: marcou três gols e deu uma assistência a Alan Kardec na tranquila vitória por 4 a 2 sobre o Capivariano, a segunda em duas rodadas do Campeonato Paulista.

O primeiro encontro com a torcida – que aplaudiu Pato de pé e pegou no pé de Maicon o segundo tempo todo – na capital paulista em 2015 foi no Pacaembu porque o gramado do Morumbi está em fase final de reforma, motivo pelo qual o estádio municipal será utilizado também no sábado, em duelo contra o XV de Piracicaba. Já o próximo compromisso do Capivariano (ainda sem nenhum ponto na competição estadual) será diante do São Bernardo, no ABC paulista.

O time mandante subiu a campo ao todo com quadro modificações, duas delas inesperadas (além de Pato, também o zagueiro Lucão no lugar de Edson Silva). As duas alterações já previstas eram a volta do meia Paulo Henrique Ganso no lugar de Thiago Mendes e a substituição do lateral esquerdo Carlinhos (com trauma no joelho) por Reinaldo.

Foi de Pato a primeira oportunidade de gol. Logo no segundo minuto de jogo, o atacante ficou de frente para a rede em cruzamento de Michel Bastos, mas não alcançou a bola. Quatro minutos depois, ele chegou a balançar a rede, mas por fora, após aplicar um drible da vaca no goleiro Douglas e perder o ângulo ideal da conclusão. Na jogada seguinte, ele voltou a deixar o último homem para trás, mas já em condição irregular.

A impressão de que o gol não sairia de modo algum ganhou ainda mais força depois que Maicon acertou cabeceio na trave direita e viu a bola não entrar. Aumentou ainda mais com um forte arremate de Michel Bastos para fora e com outro, de Maicon, defendido por Douglas. Cada vez mais pressionado, o Capivariano só chegou a assustar a defesa são-paulina aos 22 minutos, em um rápido contragolpe que terminou em chute de Aílton e defesa difícil de Rogério Ceni, no canto esquerdo baixo.

Na primeira etapa, seria essa a única chegada com perigo da equipe interiorana, que errava muitos passes especialmente do meio-campo para frente. Os erros do São Paulo, por sua vez, continuavam sendo no ataque. Aos 31 minutos, Alan Kardec recebeu ótimo cruzamento de Michel Bastos e cabeceou rente à trave esquerda. Três minutos mais tarde, o endereçado foi Pato, que finalmente não desperdiçou. Ele aproveitou que o goleiro não conseguiu interceptar o passe rasteiro e, bem colocado, apenas empurrou a bola.

O gol reacendeu a confiança ao substituto de Luis Fabiano, em baixa desde o fim da temporada passada. Pouco depois de abrir o placar, Pato fez um corta-luz no campo de defesa e ganhou aplausos. Aos 39 minutos, ele foi acionado novamente por baixo – desta vez pelo lado direito – e ampliou a vantagem, comemorando em direção às cadeiras numeradas, onde estava sua namorada. Antes do intervalo, o carinho da torcida o encorajou ainda a driblar dois marcadores na lateral do gramado, um deles com uma caneta.

Com o placar favorável, Muricy não mexeu na escalação no retorno à segunda etapa. O terceiro gol demorou somente nove minutos para sair, em lance que contou novamente com participação de Pato. Cara a cara com o goleiro, ele rolou à esquerda para Alan Kardec, livre de marcação, concluir à rede. Aos 21 minutos, no entanto, um chute de Willian Favoni desviado em Lucão diminuiu a vantagem do São Paulo e manteve alguma esperança do Capivariano na partida.

Esperança que foi diminuída no minuto seguinte, quando Pato se desvencilhou da marcação, partiu em direção à meta adversária e tocou na saída do goleiro para marcar seu terceiro tento. Aos 25 minutos, no entanto, Everton Dias anotou o segundo gol do time de Capivari, em finalização cruzada, da entrada da área. Foi o bastante para Muricy notar o cansaço, promover duas substituições e recuperar o fôlego da equipe: muito aplaudido, Pato devolveu a posição ao igualmente aclamado Luis Fabiano, ao passo que Thiago Mendes entrou no lugar de Alan Kardec. Apesar da perseguição da torcida, Maicon permaneceu até o fim.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 4 X 2 CAPIVARIANO

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 4 de fevereiro de 2015, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Flávio Rodrigues Guerra (SP)
Assistentes: Miguel Cataneo Ribeiro da Costa e Daniel Luis Marques (ambos de SP)
Público: 7.498 pagantes
Renda: R$ 240.995,00
Gols: SÃO PAULO: Alexandre Pato, aos 34 e 39 minutos do primeiro tempo e aos 22 minutos do segundo tempo. Alan Kardec, aos 9 minutos do segundo tempo
CAPIVARIANO: William Favoni, aos 21, e Everton Dias, aos 25 minutos do segundo tempo

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Bruno, Rafael Toloi (Edson Silva), Lucão e Reinaldo; Denilson, Maicon, Michel Bastos e Ganso; Alan Kardec (Cafu) e Alexandre Pato (Luis Fabiano)
Técnico: Muricy Ramalho

CAPIVARIANO: Douglas; Régis Souza, Fernando Lombardi, Marllon e Hélio; Everton Dias, Wigor, Antônio Flávio (William Favoni) e Aílton; Willen (Rodolfo) e Francis (Felipe Nunes)
Técnico: Ivan Baitello

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*