São Paulo faz contas e espera venda de Denilson para economizar R$ 12 mi

Dono de 40% dos direitos econômicos do volante Denilson, o São Paulo deve ficar com R$ 4,5 milhões caso concretize nesta quinta-feira a venda para o Al Wahda (EAU). Porém, mais do que os valores que cairiam nos cofres, o Tricolor aceitou os termos da possível transferência pelo que economizaria com a saída do atleta: cerca de R$ 12 milhões.

O cálculo feito pelo departamento de futebol nos últimos dias, quando surgiu a proposta dos árabes, leva em conta a quantia paga ao jogador mensalmente até o fim de seu contrato, em dezembro de 2017. Com salários e luvas trimestrais incluídas na última renovação contratual, em 2013, Denilson custa cerca de R$ 400 mil por mês. O valor é multiplicado por 30, quantidade de meses que o jogador ainda teria no clube se permanecesse.

O contrato de Denilson nos moldes atual foi firmado em junho de 2013, pelo então diretor de futebol Adalberto Baptista. Na época, o volante era peça-chave da equipe do técnico Ney Franco, que fez coro pela permanência. Ele estava em fim de empréstimo e teria de se reapresentar ao Arsenal (ING), mas conseguiu a rescisão com os ingleses e acertou novo vínculo com o São Paulo.

No mesmo ano, o clube registrou em seu balanço financeiro um pagamento de R$ 5,5 milhões a uma empresa em nome de Denilson, valor referente à compra dos 40% dos direitos econômicos que hoje possui. Por todo o investido, uma venda passou a ser bem recebida no Morumbi.

No entanto, ela pode não acontecer mesmo com o acordo entre os clubes. Isso porque Denilson ainda não tinha tomou uma decisão sobre seu futuro, o que deve acontecer nesta quinta. Ele ficou de conversar com seu empresário, André Cury, sobre as condições oferecidas pelos árabes.

Denilson já estava reticente de sair por não gostar da primeira oferta salarial e após conversa com Juan Carlos Osorio. O técnico colombiano disse que o considera um dos principais jogadores do elenco e que ele tem futebol para jogar na Europa e não em um centro de pouca expressão no futebol. Denilson balançou.

Fonte: Lance

Um comentário em “São Paulo faz contas e espera venda de Denilson para economizar R$ 12 mi

  1. Nossa… Denilson a 400 mil por mês?????? Por que será que não conseguem pagar em dia né? Bela negociação essa do Adalberto, lesou muito bem o clube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.