São Paulo evita humilhação, mas sai derrotado de Goiânia

Na luta para fugir da zona de rebaixamento do Brasileirão, o Atlético-GO conquistou um resultado importantíssimo e saiu da lanterna da competição ao bater o São Paulo por 4 a 3, no Serra Dourada, em jogo válido pela 12ª rodada.

Os goianos se aproveitaram do péssimo primeiro tempo do Tricolor e fizeram uma boa vantagem logo nos 45 minutos iniciais, que terminaram 4 a 1 para o Dragão. Mesmo com a reação são-paulina no início da etapa complementar, o Atlético-GO segurou o placar e deu um importante passo para buscar iniciar uma reação no Brasileirão.

 

Massacre do Dragão na primeira etapa

Com a necessidade de vencer para tentar deixar a lanterna do Brasileirão, o Atlético-GO se lançou ao ataque e, logo aos dois minutos, teve a primeira boa chance do jogo. O atacante Patric recebeu livre na entrada da área mas, pressionado por Rhodolfo, mandou sem direção à esquerda de Denis.

Dois minutos depois, a resposta são-paulina. Cortez cruzou para Willian José, o camisa 19 matou bonito no peito porém, na hora de finalizar, acabou furando e desperdiçou a oportunidade de abrir o placar para o Tricolor.

Depois de pouco mais de dez minutos sem que os times chegassem com perigo, o Dragão abriu o placar. Aos 16, após falta cobrada por Marcos, Rafael Toloi apenas observou Marino subir de cabeça para balançar as redes de Denis, que falhou ao espalmar a bola para dentro do gol.

E se a situação do São Paulo já não era muito boa no Serra Dourada, o quadro piorou. Eron invadiu a área e o árbitro Emerson de Almeira Ferreira viu pênalti de Douglas no lateral do rubro-negro.

Acostumado a comemorar os gols de Rogério Ceni, o torcedor são-paulino foi obrigado a ver o goleiro Márcio bater no canto direito e ampliar para a equipe goiana.

Aos 30 minutos, o pesadelo tricolor. Em mais uma bola cruzada na área, desta vez da direita, a defesa do São Paulo dormiu novamente e Patric ganhou de Rhodolfo pelo alto para marcar o terceiro do Atlético-GO.

Com o primeiro tempo se encaminhando para o fim, Ademilson tentou iniciar uma reação para o clube do Morumbi. Depois de bela tabela entre Willian José e Denilson, o camisa 29 dominou, limpou para a esquerda e finalizou no canto direito de Márcio. A bola ainda tocou levemente na trave antes de morrer no fundo do gol.

Porém, com mais um erro da defesa, o esforço do jovem atacante foi em vão. Wesley cobrou falta rapidamente e pegou a zaga são-paulina desarrumada. Ricardo Bueno recebeu e teve tempo para pensar e devolver para o próprio Wesley, que ainda contou com uma furada de Rhodolfo antes de dominar e chutar na saída de Denis.

Tricolor ameaça reação, mas não empata

Depois do péssimo primeiro tempo, o Tricolor ganhou uma injeção de ânimo logo aos 4 minutos da etapa final. Em outro lance duvidoso, Eron, que havia sofrido pênalti no primeiro tempo, derrubou Casemiro (entrou no intervalo) na área e o árbitro marcou pênalti.

Na cobrança, Jadson colocou no canto direito, sem chances para Márcio e marcou o segundo do São Paulo em Goiânia.

Buscando incessantemente o terceiro gol, a equipe de Ney Franco foi com tudo para cima e, aos 17 minutos, diminuiu em um golaço de Rafael Toloi. O camisa 3 recebeu na intermediária, olhou para o gol e fuzilou no ângulo de Márcio para recolocar o Tricolor na partida.

Embalados pelo golaço de Toloi mas tomados pelo nervosismo, os são-paulinos seguiram pressionando para tentar chegar ao gol de empate.

Aos 40 minutos, Jadson cortou para o meio e arriscou da intermediária, mas Márcio fez bela defesa e segurou a vitória do Dragão no Serra Dourada.

O último suspiro ainda viria aos 47, com Rodrigo Caio. Depois de Jadson cobrar falta, o volante subiu bem de cabeça mas mandou para fora, á esquerda do gol, desperdiçando a última oportunidade do São Paulo.

As duas equipes voltam a entrar em campo pelo Brasileirão no próximo domingo, às 16h. O Atlético-GO visita o Sport, na Ilha do Retro. Já o Tricolor recebe o Flamengo, no Morumbi.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-GO 4 X 3 SÃO PAULO

Local: Serra Dourada, Goiânia (GO)
Data e hora: 25/7/2012, às 21h50
Árbitro: Emerson de Almeira Ferreira (MG)
Auxiliares: Márcio Eustáquio Santiago (MG) e Marrubson Melo Freitas (DF)
Cartões amarelos: Douglas, Ademilson, Casemiro e Rafael Toloi (SP); Eron (AGO)
GOLS: Marino, aos  16’/1ºT (1-0); Márcio, aos 25’/1ºT (2-0); Patric, aos 30’/1ºT (3-0); Ademilson, aos 41’/1ºT (3-1); Wesley, aos 41’/1ºT (4-1); Jadson, aos 4’/2ºT (4-2); Rafael Toloi, aos 17’/2ºT;

ATLÉTICO-GO: Márcio, Marcos, Gabriel, Reniê e Eron; Marino (Dodó, aos 27’/2ºT), Joílson, Ernandes e Wesley; Ricardo Bueno (Gustavo, aos 42’/2ºT) e Patric (Diogo Campos, aos 22’/2ºT). Técnico: Jairo Araújo

SÃO PAULO: Denis, Rhodolfo, Rafael Toloi (Rafinha, aos 42’/2ºT) e Edson Silva (Casemiro, intervalo); Douglas (Rodrigo Caio, intervalo), Denilson, Maicon, Jadson e Cortez; Ademilson e Willian José. Técnico: Ney Franco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*