São Paulo encerra o ano com derrota em Recife

Sport e São Paulo protagonizaram na tarde deste domingo um dos jogos sem grandes atrativos na última rodada do Campeonato Brasileiro. Nem por isso as torcidas desanimaram e compareceram em bom número à Arena Pernambuco. Mas somente o lado rubro-negro fez festa: com gol relâmpago, o Leão da Ilha bateu o Tricolor por 1 a 0.

Os paulistas não perdiam no Brasileirão desde o dia 12 de outubro, quando caíram para o Atlético-MG na Arena Independência por 1 a 0. De lá para cá, o time do Morumbi venceu seis partidas, empatou três e só perdeu nesta tarde. E a derrota demorou apenas três minutos para ser construída. Em arrancada da esquerda para o meio, o ótimo Renê serviu Joelinton e viu o jovem centroavante bater firme na saída de Denis para abrir o placar.

Denis, inclusive, era uma das novidades de Muricy Ramalho na equipe. Além do goleiro, que fez duas boas intervenções na partida, os laterais Auro e Reinaldo e os atacantes Alexandre Pato e Osvaldo também ganharam chances. Nenhum deles, porém, aproveitou a oportunidade e o São Paulo se resumiu ao volante Souza no primeiro tempo.

O camisa 5 desarmava sozinho, pois Denilson marcava mal. Criava sozinho, pois Pato fazia apenas sombra em campo. E ainda aparecia como opção, pois Alan Kardec estava isolado no ataque. Muricy percebeu a fragilidade do time e mexeu no intervalo e nos primeiros minutos da etapa final. Entraram Boschilia e Ewandro nas vagas de Pato e Osvaldo, respectivamente.

A entrada dos garotos deixou o São Paulo mais acordado em campo. Os jovens pareciam mais dispostos do que os titulares e criaram, ao menos, algum problema para a zaga do Sport. O Leão, nos contra-ataques, apostava na velocidade de Renê, Patric e Mike, e parou na trave quando Joelinton teve mais uma chance de finalizar.

Além de perder a invencibilidade de nove jogos no Campeonato Brasileiro, o Tricolor ficou sem o Troféu João Saldanha. O título do segundo turno, dado pelo LANCE!, estava nas mãos dos são-paulinos até o último sábado, mas ficou com o rival Corinthians: 37 a 34 pontos. No geral, entretanto, a vice-liderança já estava garantida desde o último fim de semana, com 70 pontos. Já o Sport se despede com 52 pontos na décima posição.

Ao apitar o fim do jogo na Arena Pernambuco, o árbitro Wagner Reway, do Mato Grosso, foi saudado pelo fim da carreira. O juiz ficou com os olhos marejados e recebeu abraços de jogadores e outras pessoas que estavam no gramado.

FICHA TÉCNICA:
SPORT 1 X 0 SÃO PAULO

Local: Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE)
Data/Hora: 7 de dezembro, às 17h
Árbitro: Wagner Reway (MT)
Assistentes: Danilo Manis (SP) e Eduardo Gonçalves (MS)
Público e Renda: Não disponível.
Cartões amarelos: Osvaldo (SÃO)

GOL: Joelinton, aos 3’/2ºT (1-0).

SPORT: Magrão; Patric, Ewerton Páscoa, Durval e Renê; Rodrigo Mancha, Rithely, Danilo (Willian, aos 31’/2ºT) e Diego Souza; Mike (James Dean, aos 31’/2ºT) e Joelinton. Técnico: Eduardo Baptista.

SÃO PAULO: Denis; Auro, Rafael Toloi, Edson Silva e Reinaldo; Souza, Denilson, Michel Bastos (Ademilson, aos 31’/2ºT) e Osvaldo (Ewandro, aos 15’/2ºT); Alexandre Pato (Boschilia, no intervalo) e Alan Kardec. Técnico: Muricy Ramalho.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.