São Paulo empata com Botafogo e dá adeus a remota chance de Libertadores

Se existe um momento ruim no Campeonato Brasileiro para travar, é na reta final. E São Paulo e Botafogo provaram neste domingo, no Pacaembu, que não conseguem embalar. Em jogo amarrado, os dois ficaram no 0 a 0 e ampliaram uma sequência sem vitória, comprometendo seus objetivos nas duas rodadas
que restam.

O Tricolor completou seu quarto jogo sem ganhar – vinha de dois empates e uma derrota. Chegou a 46 pontos, segue adiando a busca pelos 47 pontos, meta traçada pelo elenco para não ter risco de rebaixamento e fica ainda mais distante do sonho de uma vaga na Libertadores.

Já o Botafogo, que antes parecia garantido entre as sete primeiras posições, que dão vaga ao principal torneio do continente, vinha de duas derrotas e, com o empate em São Paulo, chega a 52 pontos. Passa a ser seriamente ameaçado de ficar fora da Libertadores de 2018.

O resultado mostra o que foi a partida. Os dois times até tiveram uma chance clara cada um, ambas no segundo tempo, quando Lindoso teve o chute travado por Bruno Alves, aos dois minutos, e com Pratto acertando a trave, mesmo estando completamente livre na cara do goleiro Gatito, aos 16. Mas foi pouco.

O Botafogo se impôs somente nos cinco minutos iniciais do primeiro e do segundo tempo. O time de Jair Ventura avançou sua marcação e dificultava que a bola saísse do campo do São Paulo. Mas essa postura só durou enquanto Jucilei não acertava quase sozinho a marcação.

No resto do jogo, o São Paulo teve mais momentos de supremacia,
mas nada que empolgasse demais. Sem Hernanes, e com Cueva no banco, já que o peruano voltou com atraso da seleção, Dorival armou um 4-1-4-1 com Shaylon buscando mais a bola e Lucas Fernandes solto. Nenhum deles, porém, foi realmente efetivo.

No segundo tempo, os dois treinadores trocaram peças no setor ofensivo, tentando alternativas para superar a parede que seus ataques encontravam em frente às áreas adversárias. Nesse aspecto, o São Paulo melhorou com a entrada de Cueva, e rondou mais a área de Gatito. Mas pouco aproveitou.

O Botafogo, por sua vez, encontrava espaço para contra-atacar. Mas faltava velocidade para decidir o jogo dessa maneira.

A chance de recuperação de ambos fica para a próxima rodada, fora de
casa. No domingo, o São Paulo visita o Coritiba, enquanto o Botafogo pega o Palmeiras, na segunda.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 0 X 0 BOTAFOGO

Local: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data-Hora: 19/11/2017 – 17h
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO)
Auxiliares: Bruno Raphael Pires (Fifa-GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)
Público/renda: 23.745 pagantes / 25.711 no total / R$ 635.360,00
Cartões amarelos: Carli, Bruno Silva, João Paulo (BOT); Gilberto (no banco), Petros (SPO)
Cartões vermelhos: –

SÃO PAULO: Sidão; Militão, Bruno Alves, Rodrigo Caio e Edimar; Jucilei; Marcos Guilherme, Petros, Shaylon (Júnior Tavares – 22’/2ºT) e Lucas Fernandes (Cueva – 14’/2ºT); Pratto (Gilberto – 33’/2ºT). Técnico: Dorival Júnior

BOTAFOGO: Gatito; Arnaldo, Carli, Igor Rabello e Victor Luis; Lindoso, Bruno Silva (Gilson – 45’/2ºT), João Paulo e Valencia (Marcos Vinícius – 35’/2ºT); Guilherme (Brenner – 43’/2ºT) e Pimpão. Técnico: Jair Ventura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*