São Paulo e Palmeiras desafiam tabus em clássico no Morumbi

Um dos gols mais bonitos marcados pela galeria de craques que desfilou no gramado do Morumbi saiu dos pés do meio-campista Alex, no dia 20 de março de 2002. Pelo Palmeiras, em partida válida pelo Torneio Rio-São Paulo, o jogador hoje sem clube marcou uma vez na vitória por 4 a 2 para cima do São Paulo. Por coincidência, o resultado obtido pelo time comandado por Vanderlei Luxemburgo foi o último positivo do Verdão na casa do Tricolor.

“A história diz que tabus foram feitos para serem quebrados. E na nossa cabeça está ir lá ao Morumbi e ganhar. No nosso momento, só a vitória ajudar a tirar o Palmeiras dessa situação, então vamos dar tudo”, recomenda o meio-campista Valdivia, que entra em campo neste sábado, às 16 horas (de Brasília), na tentativa de espantar a marca negativa e tirar o Verdão da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

Se não ocorreu mais nenhuma festa verde em um Choque-Rei no Morumbi nos últimos dez anos, o Palmeiras conta com uma estatística a favor: o Tricolor não vence o time do Palestra Itália desde 19 de setembro de 2010, quando triunfou por 2 a 0 no Pacaembu pelo Brasileiro de 2010. Desde então, foram quatro empates e uma vitória do Verdão, em 27 de novembro do ano passado.

Marcelo Ferrelli/Gazeta Press

Fernandão fez o gol da última vitória são-paulina em Choque-Rei no Morumbi, no dia 26 de maio de 2010

O jejum mais incômodo, porém, é o do Palmeiras no Morumbi. Mas o tabu que Valdivia quer quebrar também já esteve do outro lado, pois entre 1973 e 2000, o Choque-Rei ocorreu 25 vezes e o Palmeiras simplesmente não foi derrotado neste período. A última vitória, inclusive, ocorreu no ano de 2000, no Morumbi, de acordo com o departamento histórico do clube. Ao todo, o confronto foi disputado 295 vezes, com 102 vitórias do São Paulo, 98 empates e 95 resultados positivos para o time de Palestra Itália.

 

Uma das explicações possíveis para a seca de vitórias do Palmeiras sobre o São Paulo no Morumbi é a realização de partidas em outras praças, como Presidente Prudente e Barueri. Antes do Campeonato Paulista de 2009, todos os clássicos estaduais eram sediados no estádio particular do Tricolor onde o Verdão chegou a vencer Corinthians e Santos neste período.

Em arrancada sob o comando de Gilson Kleina, que obteve três vitórias em três partidas, o Palmeiras também luta contra uma segunda marca negativa: dentro do Morumbi, venceu apenas 26 de 110 partidas, tendo empatado 40 vezes e perdido em outras 46 oportunidades para o São Paulo.

Neste sábado, na capital paulista, o Choque-Rei – apelido dado pelo jornalista Thomaz Mazzoni, de A Gazeta Esportiva – terá sua 296ª edição, segundo informações do site do Palmeiras.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*