São Paulo deverá ter concessão do CT renovada até 2062

O São Paulo poderá ter renovada a concessão do terreno do CT da Barra Funda de 40 para até 80 anos. Atualmente, o prazo venceria em junho de 2022.

Agora, se o projeto de lei do vereador Eduardo Tuma (PSDB) for sancionado na Câmara Municipal, o Tricolor poderá ocupar o local até 2062.

É possível, inclusive, que o tema seja votado nesta quarta-feira, se for incluído na pauta. Caso contrário, a votação será realizada na próxima semana.

O projeto de lei original apresentado por Tuma foi aprovado em primeira votação com termos diferentes. Ele previa renovação da concessão de 40 para 90 anos. Mas o prazo foi considerado muito longo e poderia ter dificuldade de aprovação na segunda votação, necessária para a sanção.

CT do São Paulo na zona oeste de São Paulo (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

CT do São Paulo na zona oeste de São Paulo (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

Assim, houve alterações por meio de uma emenda. Agora, o texto do projeto fala em prorrogação da cessão da área por 20 anos, com um único período de renovação por até mais 20 anos, se cumpridas contrapartidas do São Paulo para a cidade.

– A construção de duas creches modelo com viés esportivo, no prazo máximo de dois anos, com promessa de entrega por parte do São Paulo em um ano. Uma localizada perto da Barra Funda e outra em Paraisópolis. A promessa do São Paulo é de que, assim que forem construídas, as creches receberão visitas semanais de equipes técnicas do clube (médicos, fisioterapeutas, preparadores e até jogadores) – disse o vereador.

Cada uma das creches terá capacidade para 160 alunos, em terrenos a serem disponibilizados pela prefeitura. O presidente do Tricolor, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, e o prefeito da cidade de São Paulo, João Doria (PSDB), concordaram com esses termos, segundo Tuma.

Para que a emenda seja aprovada, são necessários 28 votos de vereadores entre os 55 no total. Na primeira votação, realizada no início de outubro, houve apenas sete votos contrários.

Veja os vereadores que votaram contra:

Soninha Francini (PPS); Toninhio Vespoli (PSOL), Eduardo Suplicy (PT), Sâmia Bonfim (PSOL), Gilberto Natalini (PV),  Juliana Cardoso (PT) e Mario Covas Neto (PSDB). Se absteve Antonio Donato (PT)

2 comentários em “São Paulo deverá ter concessão do CT renovada até 2062

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*