Após campanha, São Paulo promete reposição de peças femininas

Uma campanha encabeçada por torcedoras do São Paulo no Twitter culminou em uma resposta do clube sobre a ausência de peças femininas do uniforme para comercialização. Desde esta segunda-feira, a tag #saopaulinasuniformizadas viralizou na rede social, com reclamações pela falta de produtos à venda para as mulheres. Atualmente, o fornecimento de material esportivo do clube é feito pela Under Armour, empresa norte-americana.

Nesta terça-feira, pelo sua conta oficial no Twitter, o São Paulo admitiu o problema e prometeu uma solução em breve. De acordo com o clube, houve uma queda do estoque por conta da grande procura por peças femininas nos últimos anos.

“Nos últimos 2 anos tivemos um volume de vendas em artigos femininos que superou a soma dos 7 anos anteriores. Esse aumento se mostrou uma agradável surpresa e gerou um descompasso nos estoques, que estão sendo reabastecidos. Agradecemos o amor e a movimentação, e garantimos: estamos trabalhando para melhorar e oferecer mais a vocês”, escreveu o São Paulo em seu perfil no Twitter, sempre acrescentando a tag que tomou conta da rede, entre os tricolores.

Apesar da iniciativa do São Paulo, não é de hoje que há queixas das são-paulinas pela falta de opções de uniformes do time com adaptação ao público feminino. Isso é, aliás, um problema global no Brasil e já fez outros clubes tomarem iniciativas para tentar solucionar o problema.

Enquanto ouve as reclamações, o São Paulo passa por um momento conturbado em sua parceria com a Under Armour. A empresa já pediu para que o contrato vigente seja revisto, e tem atrasado pagamentos e diminuído o repasse de materiais. A crise tenta ser costurada nos bastidores, enquanto o clube negocia com outras empresas.

 

 

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*