São Paulo deve ter força máxima contra Palmeiras

Após sofrer com suspensões e lesões, o São Paulo enfim poderá voltar a entrar em campo com o seu time considerado ideal no Campeonato Brasileiro. Com os retornos de Everton e Arboleda, o técnico Diego Aguirre terá todos os titulares à sua disposição para o decisivo clássico de sábado, contra o Palmeiras, no Morumbi.

A dupla desfalcou o time no empate do último domingo, diante do Botafogo, no Rio de Janeiro. O atacante ainda estava se recuperando de uma fibrose na coxa esquerda, enquanto o zagueiro tinha de cumprir suspensão automática.

Na última terça-feira, Everton voltou a treinar com bola junto aos companheiros após duas semanas trabalhando em separado. Em dado momento da atividade, o camisa 22 precisou parar e descansar, mas logo em seguida retornou. A expectativa é de que até sábado ele recupere a forma física ideal e inicie o Choque-Rei entre os titulares.

Dessa forma, o São Paulo enfrentaria o Palmeiras com Sidão; Bruno Peres, Arboleda, Anderson Martins e Reinaldo; Jucilei, Hudson e Nenê; Joao Rojas, Diego Souza e Everton.

A última vez que tal formação pôde ser utilizada foi no empate por 1 a 1 com o Paraná, no dia 22 de agosto, em Curitiba. Desde então, nos sete confrontos seguintes, o São Paulo sempre esteve desfalcado ora por jogadores suspensos, ora por machucados. Nesse período, o time acumulou quatro empates, uma derrota e apenas duas vitórias.

O reserva Araruna deverá ser o único desfalque para o clássico. O volante, que ainda se recupera de uma contratura na coxa direita, sofrida nas vésperas da partida contra o América-MG, está em processo de transição para o campo e dificilmente estará apto a jogar no sábado. Assim como Régis, novamente afastado por problemas pessoais.

Com 52 pontos, no terceiro lugar, o São Paulo tentará desfrutar do fator casa para recuperar a liderança do Brasileirão, hoje ocupada pelo Palmeiras, com 53. Para o Choque-Rei, o clube do Morumbi já vendeu mais de 36 mil ingressos de forma antecipada.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

2 comentários em “São Paulo deve ter força máxima contra Palmeiras

  1. Depois de algum tempo de trabalho, não tem jeito, o técnico começa a ter seus prediletos no elenco, e ai a vaca começa a ir pro brejo, começa a perder o grupo por falta de confiança dos demais atletas pela lisura do treinador. O caso do Anderson Martins está saltando aos olhos, o cara vem falhando sistematicamente e nem o técnico e nem a torcida, que parece que só reparam o Rodrigo Caio percebem.

    • Concordo, plenamente, com seu comentário, Valdelino!
      Digo mais: o Anderson Martins, desde de seu início, vem colecionando falhas gritantes; tem chegado sempre atrasado nas divididas e até gol contra já fez (fora algumas ameaças que deixam o Sidão de cabelos arrepiados). Também acho que este é mais um caso de empatia pessoal entre atleta e o treinador. Também já postei aqui que o vestiário pouco a pouco vai se distanciando do treinador pela falta de confiança deste com os outros 15 ou 20 atletas preteridos e sem oportunidades, apesar de vários momentos ruins do titulares (muitos deles, inclusive, por estarem fora de suas posições reais, quando, por este motivo, a equipe acaba mal servida nas duas posições…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*