São Paulo deve mudar a estratégia e jogar com a bola contra o Vasco

O São Paulo venceu três dos últimos quatro jogos que fez pelo Campeonato Brasileiro. Para além da sequência para lá de complicada, já que encarou Flamengo, Grêmio, Corinthians e Cruzeiro, o que mais chamou atenção foi a estratégia adotada por Diego Aguirre para montar seu time, considerado como “reativo” em função do forte sistema defensivo, da inferioridade na posse de bola e da grande eficiência nos contra-ataques.

No entanto, se depender das circunstâncias que envolvem o duelo contra o Vasco, neste domingo, tudo indica que os tricolores voltarão a comandar as ações para conquistarem um resultado positivo.

As características citadas puderam ser notadas, sobretudo, nas três partidas que o Tricolor jogou fora de casa. A exceção foi o clássico contra o Corinthians, no Morumbi, onde o são-paulinos tiveram maior volume de jogo e posse de bola. Contra os cariocas, os gaúchos e os mineiros, o que se viu foi um time taticamente encaixado, de transições rápidas e capaz de ditar o ritmo do jogo mesmo sem a bola.

O Vasco, porém, tende a não oferecer os mesmos perigos que os quatro últimos adversários. Com um elenco mais modesto, o Cruzmaltino não tem a mesma facilidade de Flamengo, Grêmio e Cruzeiro em jogar com a bola e dominar as ações. Dos 14 jogos que disputou pelo Brasileirão até o momento, só obteve posse de bola superior em seis. São 20 gols marcados e 23 sofridos nas cinco vitórias, quatro empates e cinco derrotas que teve.

Outro fator que deve estimular o Tricolor a ir para cima dos vascaínos é o palco do confronto. Os comandados de Aguirre voltarão a jogar em casa, no Morumbi, diante de uma torcida empolgada com o nível de atuação da equipe e esperançosa pela disputa do título nacional. Contra o Corinthians, foram quase 60 mil tricolores nas arquibancadas do estádio, os jogadores corresponderam e a vitória veio de forma convincente.

Já pela Copa Sul-Americana, na última quinta-feira, os mais de 35 mil pagantes assistiram a um São Paulo dominante, mas com certa dificuldade para furar a retranca do Colón-ARG. Na base da raça e da catimba, os argentinos seguraram o resultado e castigaram os donos da casa a 10 minutos do fim, com o gol de Matias Fritzler, que deu a vitória aos visitantes. Desta forma, o sinal de alerta com certeza estará ligado neste final de semana, a fim de evitar novas surpresas em pleno Morumbi.

Pela rodada de número 17 da Série A do Campeonato Brasileiro, São Paulo e Vasco se enfrentam a partir das 16h (no horário de Brasília). Vice-líder da competição, o Tricolor quer a vitória para, possivelmente, terminar a rodada na ponta da tabela. Para isso, conta também com um tropeço do líder Flamengo, que joga contra o Grêmio, em Porto Alegre.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*