São Paulo debocha de abandono do Tigre e chama de pipoqueiro

O São Paulo faz pouco caso da postura do Tigre em abandonar a final da Copa Sul-Americana. Dirigentes do clube campeão do torneio debocham da atitude, enquanto jogadores e o treinador Ney Franco cutucaram o adversário. As queixas dos argentinos foram constantemente desdenhadas no Morumbi.

“Vamos falar o que é a verdade. Não teve briga, arma, nada. O Tigre não veio para o gramado no segundo tempo, pois ‘pipocou’. O time deles foi ‘pipoqueiro’, e o resto é história”, provocou o treinador do São Paulo, Ney Franco

“Nossa equipe jogou muito bem, mostramos raça e amor pela camisa do São Paulo e conseguimos título. Isso é o que precisa ser enaltecido. Já o time deles ‘pipocou’. Foi isso”, comentou Jadson.

O abandono do Tigre no duelo final foi lamentado pelo São Paulo. Os cartolas colocam o time argentino como vítima de uma própria armação.

“Eles não iam aguentar e preferiram fazer catimba, isso ficou claro. Acharam que era melhor ir embora. Assim não podemos fazer nada”, debochou o presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio.

“Esse choro deles é antigo, não adianta ter pena. Ganhamos na bola, e isso ninguém vai apagar. Não adianta vir com história dramática” cutucou o o vice de futebol do São Paulo, João Paulo de Jesus Lopes.

Fonte: Uol

Um comentário em “São Paulo debocha de abandono do Tigre e chama de pipoqueiro

  1. Esse “timinho” argentino não respeitou ao menos nosso Hino Nacional, uma tremenda falta de respeito não só com o SPFC, mas também, com todo Brasil. A postura dos atletas desse time, se aquecendo durante o hino, revela todo desprezo que encontramos em nossos vizinhos, essa atitude além de outras existentes durante o jogo deveria ser rigorasamente observada e punida pela CONMEBOL.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*