São Paulo arranca empate do Avaí, mas segue ameaçado

O São Paulo não conseguiu a segunda vitória consecutiva e continua na beira da zona de rebaixamento. Isso porque, na tarde deste domingo, o time do Morumbi só empatou com o Avaí, por 1 a 1, no Estádio da Ressacada, em duelo válido pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o São Paulo chegou aos 23 pontos ganhos e seguiu no 16º lugar. O problema é que, caso a Chapecoense derrote o Palmeiras nesta noite, o Tricolor será ultrapassado e voltará à zona de rebaixamento. O Avaí, por sua vez, caiu para a 22ª posição, com 22 pontos.

Agora, ambas as equipes têm clássicos para os quais trabalharão durante a semana. No próximo domingo, às 16 horas (de Brasília), o São Paulo visitará o Palmeiras, no Palestra Itália. Já o Avaí receberá a também ameaçada Chapecoense, novamente na Ressacada.

São Paulo domina, mas vê vento quase ‘entregar’ Sidão

Desde o começo, o São Paulo se impôs e deteve a posse de bola, enquanto o Avaí se postou para contra-atacar. Com dificuldade para fazer tabelas e triangulações, os visitantes apostaram no jogo aéreo. Assim, chegaram com perigo quatro vezes: a primeira com Gilberto, que exigiu defesa do goleiro Douglas. A segunda se deu através de Rodrigo Caio, que testou para fora após cobrança de escanteio.

Aos 36 minutos, depois de boa trama pela direita, Buffarini cruzou, o zagueiro do Avaí afastou mal e a bola sobrou para Hernanes, que carimbou o defensor rival. No último lance do primeiro tempo, aos 47, Cueva bateu falta na cabeça de Rodrigo Caio, que, sozinho, voltou a errar o alvo, perdendo a melhor oportunidade do jogo até então.

Já os donos da casa, que só tiveram 35% da posse de bola na primeira parte do jogo, chegaram com perigo apenas em lances que envolveram erros de Sidão, atrapalhado pelo forte vento na Ressacada. No primeiro, o goleiro saiu errado com os pés e viu Judson arriscar de longe, para fora. No segundo, após cobrança de escanteio pela esquerda, ele furou ao tentar socar a bola, que, por sorte, saiu por pouco.

Equipes convertem pênalti e mantêm empate na Ressacada

A etapa final começou mais agitada. Logo aos quatro minutos, o São Paulo assustou com Gilberto, que recebeu ótimo passe de Hernanes, mas viu Douglas sair bem em seus pés e ficar com a bola. Aos 11, o goleiro do Leão da Ilha voltou a aparecer bem: Edimar cruzou pela esquerda e encontrou Hernanes sozinho na área. O meia cabeceou, a bola quicou no chão, ganhou velocidade, mas Douglas espalmou.

O Avaí, então, percebeu o perigo que lhe rondava, saiu para o ataque e foi beneficiado por isso. Aos 23, após cruzamento pela esquerda, Sidão caiu e espalmou para o meio da área. Na disputa pela sobra, Edimar derrubou Edimar dentro da área. Na cobrança, Júnior Dutra deslocou Sidão e mudou o placar na Ressacada. Dois minutos depois, quase o segundo. Em mais uma saída de bola errada de Sidão, Júnior Dutra avançou sozinho e cara a cara  com o goleiro mandou para fora, tirando tinta da trave direita.

Como quem não faz, toma, o São Paulo aproveitou do gol perdido por Dutra para castigar o Leão com o empate. Aos 32, Hernanes cobrou escanteio e viu Pedro Castro desviar com a mão. O Profeta bateu o pênalti com força, Douglas chegou a encostar na bola, que acabou entrando no canto direito. No fim o camisa 15 por pouco não marcou o gol da virada em cobrança de falta, em que Douglas precisou realizar um milagre para manter o empate em Florianópolis.

Buscando a vitória, o técnico Dorival Júnior fez as três substituições: colocou Lucas Fernandes, Denilson e Jonatan Gomez nos lugares de Cueva, Gilberto e Jucilei, respectivamente. No entanto, as alterações pouco mudaram o panorama da partida, que terminou empatada.

FICHA TÉCNICA
AVAÍ 1 X 1 SÃO PAULO

Local: Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC)
Data: 20 de agosto de 2017, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: José Eduardo Calza e Maurício Silva Penna (ambos do RS)
Cartão Amarelo: Hernanes, Arboleda e Edimar (São Paulo)
Cartão Vermelho: –
Gol:
AVAÍ: Júnior Dutra, aos 24 minutos do 2º tempo
SÃO PAULO: Hernanes, aos 33 minutos do 2º tempo

AVAÍ: Douglas; Leandro Silva, Alemão, Airton e Capa; Luan (Luan Pereira), Judson, Pedro Castro e Juan (Diego Tavares); Junior Dutra e Joel (Willians)
Técnico: Claudinei Oliveira

SÃO PAULO: Sidão; Buffarini, Arboleda, Rodrigo Caio e Edimar; Petros; Marcos Guilherme, Jucilei (Jonatan Gomez), Hernanes e Cueva (Lucas Fernandes); Gilberto (Denilson)
Técnico: Dorival Júnior

2 comentários em “São Paulo arranca empate do Avaí, mas segue ameaçado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*