São Paulo aceita proposta do Ajax e vende David Neres por R$ 50 milhões

O São Paulo aceitou a proposta do Ajax, da Holanda, para vender David Neres por 15 milhões de euros (R$ 50,7 milhões). Destaque da base, o atacante de 19 anos foi promovido no ano passado e virou titular na reta final do Brasileirão, mas nem chegou a treinar com Rogério Ceni, já que está na seleção brasileira que disputa o Sul-Americano Sub-20, no Equador.

Esse valor corresponde a 80% dos direitos econômicos do jogador. O São Paulo ainda ficará com 20%. Isso significa que o clube paulista terá direito a 20% do valor da próxima venda de David Neres. No Morumbi, a aposta é que ele ainda renderá por alguns anos.

Até o último domingo, o São Paulo descartava se desfazer do jogador, mesmo com uma proposta de 10 milhões de euros (R$ 33,8 milhões). Porém, o aumento da oferta convenceu a diretoria a fazer o negócio.

O São Paulo tem dívida total estimada em torno de R$ 140 milhões. Desde o fim do ano passado, sabia-se que seria preciso vender pelo menos um atleta para equilibrar as contas. O orçamento para 2017 previa arrecadação de R$ 60 milhões com transferências. Só David Neres, considerado o mais promissor dos garotos revelados em Cotia, quase atinge a meta.

Com isso, está descartada a venda de Luiz Araújo, que tem proposta de R$ 22 milhões do Lille (FRA). O técnico Rogério Ceni considerava inadmissível perder um de seus atacantes, mas, pelo valor pago pelo Ajax, entendeu a negociação. Os atacantes de lado para o início da temporada serão Wellington Nem, Luiz Araújo e Neilton.

 

 

12 comentários em “São Paulo aceita proposta do Ajax e vende David Neres por R$ 50 milhões

  1. O negócio hoje não é ruim para o SP, mas daqui 1 ano quando o David Neres se adaptar a Europa e mostrar a qualidade que ele tem, ele vai valer o dobro. Então, vamos perder dinheiro.

    Acho que o SP deveria fazer algumas parcerias com clubes europeus de médio porte de centros importantes (Inglaterra, Alemanha, Itália, etc) pra tentar colocar nossos garotos na vitrine e depois poder vender melhor.

    Além disso, tem que adotar a regra de permanecer com alguma porcentagem pra lucrar na venda futura.

    A gestão do patrimônio do SPFC (garotos) precisa melhorar muito. Nós vivemos disso.

  2. Combina com o Calleri para não se esforçar muito para marcar gols para ser desvalorizado. Propõe troca de passe do Cemturion com Calleri que os investidores do Calleri topam correndo ! Daí teremos o sampaulino Calleri de volta para
    a casa dele(SPFC)! sem gastar NADA !!!

  3. O valor é muito alto. Impressiona. Mas esperava-se um pouco mais de sacrifício dessa diretoria (molenga) para segurar este que é a maior estrela dessa geração de Cotia. Vendemos o anel para pagarmos o dedo. Vendemos o almoço para poder comprar o jantar. Tem gente que fica feliz porque paga as dívidas que décadas de gestão amadora produziram. Dizem que não havia outra alternativa. Será que não havia mesmo?
    Vamos ver. Os contratos de TV são piores que os de todos os adversários.
    Negociaram com a Prime Rib e tomaram um chapéu.
    Não encontraram nenhum patrocinador master.
    Recusaram o conhecimento que da consultoria e da auditoria profissionais que o Abilio ofereceu.
    O conto da BMW ficou por isso mesmo, ninguém toca no assunto.
    Não criaram nenhum uso alternativo para o Morumbi.
    Entregaram de graça ou quase vários jogadores – Michel, Carlinhos, Cortez. (E olha que não temos lateral esquerdo para botar em campo).
    Foram incapazes de angariar dinheiro de torcedores milionários, como outros clubes fazem.
    Como não fizeram nada de diferente, nada de inovador, o resultado foi o de sempre. Abortamos precocemente o sonho de ter um novo Muller, um novo Denilson, um novo Kaká.
    O dinheiro da venda vai tapar o buraco da incompetência dos dirigentes do São Paulo. E o time e a torcida ficaram em segundo plano de novo.

  4. Nunca critiquei essa atual diretoria, mesmo porque entendo que ela pegou os problemas da gestão corrupta anterior está tentando sanar as dividas para depois voltarmos fortes, entretanto agora sou obrigado a criticar!
    Era sabido que precisávamos vender 67 milhões em jogadores para equilibrar as finanças do clube esse ano, então que seja vendido os jogadores corretos, no caso os nossos zagueiros, afinal temos 7 jogadores para essa posição, poderíamos nos desfazer muito bem do Lyanco agora e do Rodrigo Caio que com certeza saíra na janela do meio do ano, com essas vendas provavelmente sanaria o nosso problema financeiro para esse a ano sem enfraquecer tanto o time e ficando com um time competitivo poderíamos brigar por títulos e consequentemente ganhar premiações pelas conquistas, ajudando o cofre do clube, mas não a diretoria vende a nossa maior joia da base agora, que se fosse vendido mais pra frente poderia render valor semelhante ao que o Lucas rendeu ao São Paulo.
    Diretoria pisou na bola feio agora!

  5. É cada asneira que lemos por aqui é de tanta idiotice até chega-se a duvidar se são torcedores do SPFC mesmo.

    Poderia haver uma moderação para coibir imbecilidade.

  6. no momento até é um bom negócio, mas era o q tinha mais potencial pra explodir jogando no SP, acho q se ficasse mais tempo íamos ganhar mto mais do q isso, enfim pelo q li queria ir tb, ainda ficamos com 20% não foi totalmente ruim, não acredito mto é no luiz araujo, qto ao lyanco se conseguirem os 6 milhoes de euros mais o hernanes por emprestimo vende correndo.

  7. Ótimo negócio, vende correndo os outros dois, e tentem empurrar o zagueiro de condomínio pra algum time da Europa. Contratem um centroavante decente, fechem logo com Jucilei e tragam o Hernanes por empréstimo.

  8. Bom negocio, ainda podemos ganhar mais um pouco. Pode vender o Luiz Eduardo tbm, acho que se oferecerem 30 mi, vende!
    Diretoria precisa agroa de dois atacantes: Um pode ser o Thiago Ribeiro (Do santos) outro poderia se o Tardelli.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*