São-paulinos comemoram o fim do Olímpico

Os jogadores do São Paulo esperam ter uma quarta-feira bem mais tranquila do que seria antigamente em uma noite diante do Grêmio. O motivo é a mudança de estádio. Se, anteriormente, o Estádio Olímpico impunha mais respeito e mais pressão, atualmente, a nova Arena gremista não tem a mesma fama.

Aloísio, por exemplo, nunca atuou na nova casa gremista, mas foi revelado pelo time gaúcho e já atuou no Olímpico. Ele espera uma torcida que apoiará o time inteiro, mas que influencia bem menos dentro de campo do que nos velhos tempos.

“Essa é a primeira vez que vou jogar na Arena. No Estádio Olímpico, o Grêmio fazia grandes jogos, como faz agora. Estou no São Paulo e sei como é também a grandeza dos dois clubes”, disse ele. “Claro que a torcida vai ajudar e empurrar, mas a Arena é um pouco mais afastada. Então, a pressão é menor mesmo, tenho essa impressão”, disse ele.

Um dos exemplos usado pelos jogadores é o fim da tradicional avalanche. Depois de um acidente na Libertadores, a comemoração dos gremistas foi proibida e, uma das principais marcas de uma torcida pelo país, banida.

“Vai ser uma vantagem para a gente, sem dúvida. No Olímpico, eles pressionavam muito. Acho que isso vai facilitar agora. Mas, independentemente do estádio, precisaremos estar bem postados na partida”, analisou Rodrigo Caio.

São Paulo e Grêmio fazem o confronto dos tricolores que ainda não encontraram a boa fase no Campeonato Brasileiro. Empatados com sete pontos e com chances de G-4, os times ainda encontram a desconfiança de seus torcedores. A partida acontece às 22h desta quarta.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.