Rodrigo Caio isenta Bauza em derrota para “melhor time da Libertadores”

O zagueiro Rodrigo Caio foi escolhido pelo São Paulo para conceder a primeira entrevista coletiva após a derrota por 2 a 0 para o Atlético Nacional-COL, na noite de quarta-feira, no Morumbi. Nesta quinta-feira, após um treino que contou só com os reservas em campo, o jogador externou suas impressões sobre a partida que praticamente eliminou o Tricolor da Copa Libertadores. Ele procurou isentar o técnico Edgardo Bauza de culpa e classificou a equipe colombiana como a melhor do torneio continental.

O Patón irritou ao torcida por não ter colocado o zagueiro Lugano para preencher a lacuna na defesa que foi deixada por Maicon, expulso aos 28 minutos do segundo tempo. Os gols do Atlético Nacional saíram após Bauza optar pela entrada do volante Hudson no lugar de Wesley. “O time ficaria exposto da mesma forma, independentemente da substituição. Não conseguimos segurar com um a menos”, afirmou Rodrigo Caio.

“O treinador fez uma opção para a equipe vencer o jogo. Claro que era muito complicado, pois estávamos com um jogador a menos e eles nos agrediam muito. Nós fomos muito abaixo no segundo tempo, não conseguimos marcar nem jogar, e perdemos o controle do jogo. Foi uma decisão pessoal e temos que respeitar. Procuramos nos orientar para não tomar os gols, mas não conseguimos”, acrescentou.

Para Rodrigo Caio, o resultado foi fruto da qualidade técnica do Atlética Nacional. “Eles não são só melhores do que o São Paulo. Eles são os melhores da competição. Nós temos que dar os méritos. Eles vieram para cá e fizeram o jogo deles, tocando bem a bola e controlando o jogo”, disse o atleta, antes de mostrar confiança em reverter o placar no jogo de volta.

“Temos que acreditar. Na primeira fase ninguém pensava que essa equipe chegaria às semifinais. Surpreendemos todos e a nós mesmos. Hoje não temos mais nada a perder. Nós precisamos ir com coragem para lá, agredir de uma forma inteligente e conseguir a classificação”, declarou o defensor.

Caso queira se classificar no tempo normal, o São Paulo precisará fazer saldo de dois gols, mas com pelo menos três marcados (3 a 1, 4 a 2, 5 a 3…), ou estabelecer uma diferença de três tentos. Um triunfo por 2 a 0 levará a decisão para os pênaltis. O Atlético Nacional está invicto na cidade colombiana de Medellín, onde será realizada a volta das semifinais, às 21h45 (de Brasília) da próxima quarta-feira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.