Rhodolfo tenta entender torcida e promete papo por união do elenco

Ao ouvir a torcida distribuir xingamentos a todos que estiveram em campo durante a derrota para a Portuguesa, no sábado, no Canindé,jogadores como Cortez, Casemiro e Lucas, por exemplo, sentiram a pressão. Na reapresentação desta terça-feira, começará um trabalho para acalmar os atletas com o objetivo de fazê-los render. Uma das medidas será dialogar com Rhodolfo, um dos líderes do elenco.

“É difícil. Vou conversar, dar apoio. O time tem que estar unido nesta hora para revertermos isso juntos. Precisamos saber lidar com a pressão, que vai ser grande”, previu o zagueiro, que se esforçou e cobrou os colegas já durante o 1 a 0 a favor da Lusa.

Até como alternativa aos insultos, o camisa 4 procura compreender a reação dos torcedores depois da eliminação nas semifinais da Copa do Brasil para o Coritiba. A derrota na última quinta-feira, no Paraná, aumentou as sequelas do tropeço diante do Santos, no Morumbi, na semifinal do Paulista, em 29 de abril.

“Em certo ponto, eles estão certos. Nem nós esperávamos a eliminação, deixamos a desejar e levamos dois gols. E não é de um dia para o outro que vamos recuperar a confiança da torcida. É aos poucos”, ensinou Rhodolfo, capitão da equipe quando Rogério Ceni ou Luis Fabiano não estão à disposição.

Cícero, outro experiente jogador do grupo, cobra também atitude, já que nenhum argumento será valorizado neste momento. “Ninguém entende nosso cansaço pela viagem para Curitiba. Tentamos nos superar contra a Portuguesa, mas tomamos um gol. Agora, tem que ser homempara seguir em frente”, indicou o meio-campista.

O sonho é de que, após as folgas de domingo e segunda-feira, sejam iniciados dias de trabalho em paz no CT da Barra Funda até sábado, quando o time visita o Cruzeiro pelo Brasileiro. “Vamos procurar ter calma, uma semana tranquila”, disse Denilson, que pode fazer neste fim de semana seu último jogo pelo clube caso seu empréstimo não seja prorrogado.

Fonte: GAzeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*