Repetição de erros do São Paulo já incomoda capitão e técnico

Hernanes já admitiu que ainda está conhecendo o elenco do São Paulo. Em campo, o Profeta tem feito sua parte. São seis gols nos últimos seis jogos. Contra o Palmeiras, o camisa 15 novamente foi às redes. Mas, de novo a equipe não respondeu e acabou derrotada. Dono da braçadeira de capitão, Hernanes não escondeu o incômodo com a postura de seus companheiros durante o clássico.

“Temos tentando corrigir os erros que cometemos, mas no calor da partida falta maturidade para fazer a leitura do momento, a leitura do jogo. Estamos aqui, no estádio dos caras, temos um ponto. Saímos na vontade de conquistar os três, sem proteger o ponto que já tínhamos. Acabamos tomando o terceiro. Essa humildade a mais que temos que ter”, avaliou o ídolo tricolor na zona mista do Allianz Parque.

Essa análise é compartilhada pelo técnico Dorival Júnior. Apesar do revés por 4 a 2, o São Paulo teve oportunidades claras para sair da arena rival com a vitória nesse domingo, mas pecou em momentos capitais do clássico.

“Percebe-se que existe sempre uma dúvida na tomada de decisão. Natural que isso aconteça em momentos que você tem de mostrar confiança. Isso seria fundamental”, lamentou o comandante. “São os aspectos que aparecem claramente, se desenham na partida, e eles (jogadores) não estão sabendo aproveitar. E isso está trazendo problemas para a gente, a tomada de decisão não é a mesma do desenho da jogada”, reclamou Dorival.

Depois de abrir o placar, Marcos Guilherme teve a bola para marcar o segundo gol, mas acabou acertando o travessão. No segundo tempo, quando a partida estava empatada em 2 a 2, Rodrigo Caio furou na hora de concluir um cruzamento dentro da pequena área. Em seguida, Marcos Guilherme voltou a ser protagonista ao desperdiçar um contra-ataque que tinha tudo para ser fatal.

Sem a efetividade no ataque, o São Paulo acabou pagando caro mais uma vez ao levar dois gols nos minutos finais do jogo. Desde que Dorival Júnior assumiu o comando da equipe, o Tricolor já levou 19 gols em 10 rodadas.

“É a primeira situação que estamos buscando é correção, justamente em cima disso, defensivamente, até exaustivamente. Você percebe consistência, mas como o São Paulo tem sofrido gol e na sequência tomado mais um… Isso tem complicado bastante”, explicou o treinador, que agora terá 13 dias para trabalhar até o compromisso com a Ponte Preta, no Morumbi. Durante todo esse tempo, o clube terá de amargar uma posição ainda dentro da zona de rebaixamento.

“A pressão é grande, para o time grande ainda maior. Quando as coisas não acontecem, cria uma pressão muito maior do que naturalmente aconteceria. Só nós vamos resolver isso tudo. Hoje (domingo) seria uma partida para sairmos da zona, uma problemática, e consolidar uma possível recuperação no campeonato. Estamos adiando a todo momento, e é natural que isso cause desgaste maior”, finalizou Dorival.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

3 comentários em “Repetição de erros do São Paulo já incomoda capitão e técnico

  1. Time mal escalado, o cara ainda não sacou que o Buffarini e o Cuevas não podem jogar e ainda por azar entra mais o Gilberto, aí foi o fim do mundo. O lateral que marcava o Keno parecia um sub 15, ele passou todas que tentou ir linha fundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*