Renovação de Denílson é prioridade, mas São Paulo conversa com Josué

Depois de vários anúncios de reforço para o ataque, o São Paulo já começa a planejar como manter o seu meio de campo forte, sem a perda de um importante jogador: Denílson. O volante está no Morumbi por empréstimo e terá seu contrato terminado no meio deste ano. Ele não quer voltar para o Arsenal, mas ainda não houve acordo.

Por causa disso, a diretoria trata esse problema como prioridade a ser resolvida e estuda como solucionará. Nos dois primeiros empréstimos, o time gastou quase R$ 2 milhões, além, é claro, de bancar o salário do jogador. Desta vez, o time volta a esbanjar confiança de que conseguirá entrar em acordo com o time inglês.

“Eu acho que vamos entrar em um acordo com o Arsenal. Temos ouvido do Denílson que ele não quer voltar para a Inglaterra, que ele quer ficar conosco, e acho que a nossa boa relação com o Arsenal ajudará nisso. O gerente é o mesmo da primeira venda do Denílson e agora dos dois últimos empréstimos”, disse o vice-presidente de futebol, João Paulo de Jesus Lopes.

Caso o acerto não aconteça, no entanto, o São Paulo traça um plano B, que também terá dificuldades para ser executado. A ideia é repatriar Josué, hoje com moral no Wolfsburg, da Alemanha. Por vezes, ele chega até a ser capitão  da equipe.

O problema, no entanto, é que a família, já completamente adaptada à Alemanha, não mostra nenhuma vontade de retornar o Brasil. Até por isso, os dirigentes preferem falar que as conversas com o volante acontecem apenas para a manutenção do contato com um jogador que teve destaque no Morumbi.

“A gente tem conversado com o Josué como qualquer outro jogador. Não há nada em negociação e nós soubemos que ele poderia voltar ao São Paulo por vocês”, disse João Paulo, para depois deixar escapar que já consultou o volante. “Parece-me que ele não quer sair de lá por causa do filho, que está muito bem na escola da Alemanha, cresceu lá”.

Neste início de ano, o São Paulo liberou justamente um jogador da posição. Paulo Assunção foi negociado com o La Coruña e assinará contrato de dois anos e meio. Em contrapartida, Wellington está 100% e espera não ter lesões para continuar se destacando.

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*