Reinaldo ignora fracasso de afastados e quer vaga

Reinaldo vive um sonho. Aos 23 anos, foi contratado por empréstimo pelo São Paulo após passagem pelo Sport. Ainda não estreou, mas chega para ser opção na lateral esquerda, setor mais problemático do time, que tem reservado recordações ruins para quem tentou a sorte: Carleto, Juan e Cortez sofreram com o afastamento recente.

Mas Reinaldo não chega com medo de correr pelo campo minado da lateral esquerda do Morumbi. Chega animado e maravilhado com a inesperada possibilidade de defender o São Paulo, e não leva em conta os fracassos de outros companheiros de posição.

– Não acho que é difícil. É uma oportunidade para mim, que vou tentar agarrar da melhor maneira possível, com trabalho e dedicação. No Sport fui contratado para jogar. É trabalhar, na minha humildade. A palavra é trabalho. Quando me derem oportunidade, vou agarrar com tudo pra continuar – disse Reinaldo, ao LANCE!Net, por telefone. Ele passa os dias de férias em Porto Calvo, Alagoas, sua cidade natal.

Após o fim do empréstimo ao Sport, em maio, Reinaldo foi repassado ao São Paulo, e está emprestado até o fim do ano pelo Penapolense. O lateral espera convencer a diretoria tricolor a exercer, em dezembro, a opção de compra de seus direitos.

Reinaldo chegou como terceira opção, após o afastamento de Cortez, mas está cada vez mais perto de conseguir uma chance no time. Carleto, titular, sofreu grave lesão no joelho direito e ficará parado por nove meses. Juan, que volta de afastamento, sofre com as críticas da torcida. Para o jogo contra o Grêmio, último antes da parada para a Copa das Confederações, Reinaldo foi relacionado pela primeira vez, mas não entrou.

Com os recentes problemas na lateral esquerda, Reinaldo terá em breve sua primeira chance com a camisa no São Paulo. Ele nem se preocupa com os fracassos anteriores, e espera continuar sonhando.

Jogar no Morumbi? ‘Nossa, é demais…’

Relacionado para a partida contra o Grêmio, última do São Paulo antes das férias, Reinaldo vive com ansiedade a expectativa para estrear pelo São Paulo. O jogador de 23 anos admite que fica até nervoso de se imaginar atuando pelo novo clube, no segundo semestre.

– Joguei no Morumbi contra o São Paulo pelo Paulista e pelo Sport. Mas, nossa, é demais… Não vejo a hora de jogar no Morumbi pelo São Paulo. Por enquanto, agora, é sonho, e se Deus quiser um dia vou entrar no Morumbi feliz e tranquilo para sair com um bom resultado. Você até fica nervoso antes do jogo. Depois, quando rola a bola, já passa tudo, começa a pegada – afirmou.

Contra o Flamengo, no amistoso do dia 29, Reinaldo já deve ganhar chance. Depois, o São Paulo enfrenta o Corinthians pela Recopa Sul-Americana, em 3 de julho.

Reinaldo: ‘Vou agarrar a grande chance da minha vida’

L!Net: Passou os últimos dias em Porto Calvo. Primeira vez que foi para a cidade como jogador do São Paulo? Qual foi a reação dos amigos?
Reinaldo: Sim, é a primeira vez. Estou aqui com a família, todo mundo está muito feliz. Todos acreditavam que um dia eu chegaria a um clube grande, e é um sonho realizado. Quando veio a proposta, não pensei duas vezes. Disse ao meu empresário: “Pode fechar, que eu vou”.

L!Net: Cicinho, seu ex-companheiro no Sport e que se marcou pelo São Paulo, em 2005, te elogiou. Conversou com ele antes de se transferir?
R: Sim, ele sempre falava. Dizia que o São Paulo é o melhor clube para se jogar no Brasil, e desde quando ele falou me deu vontade. Agora é a realização de um sonho, de estar lá no CT, de trabalhar no dia a dia com Luis Fabiano e Rogério Ceni…

L!Net: Como foram os primeiros dias de treino? Como foi a recepção?
R: Nossa… o CT é uma coisa maravilhosa. Nem acreditava que estava lá.. Companheiros me receberam muito bem. A cada dia vou chegando perto e vou conhecendo melhor meus companheiros. Rogério Ceni e Luis Fabiano eu só via pela TV, e hoje vejo treinando comigo.

L!Net: Está morando no CT da Barra Funda, por enquanto, ou já conseguiu arrumar um apartamento?
R: Estou passando os dias no CT ainda, mas estou correndo atrás. Então, por enquanto, vivo 24 horas por dia de São Paulo e é uma coisa maravilhosa. Tem tudo que um jogador precisa, condições de trabalho excelentes. É um sonho, é a única palavra que posso usar. Estou emprestado até o fim do ano e vou fazer de tudo para ficar mais.

L!Net: Como vê as vaias ao Juan, que é o titular após a lesão do Carleto? Difícil esse desafio na lateral?
R: Estou trabalhando para ganhar uma oportunidade. Não vejo o porquê da vaia ao Juan. Ele também trabalha e tem objetivos na vida. Quando precisar de mim, vou estar preparado. Vou agarrar a grande chance da minha vida. Meu objetivo é continuar no São Paulo depois, renovar no fim do ano, com o grande objetivo da minha vida, que é chegar à Seleção Brasileira.
Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.