Quase recuperado, Kardec aconselha rivais “parceiros” de lesão

Os mais de cinco meses que se passaram desde a cirurgia no joelho direito até o primeiro toque na bola em sua volta ao gramado do CCT da Barra Funda dão a Alan Kardec calafrios e experiência o bastante para dar dicas a colegas. Prestes a retornar às partidas oficiais após romper o ligamento cruzado, o atacante são-paulino comentou a dificuldade em se recuperar da contusão e deu dicas ao volante Gabriel, do Palmeiras, e ao atacante Luciano, do Corinthians, que estão vivendo esse drama.

“Eu já estou num processo bem mais avançado (de recuperação e a primeira dica é trabalhar muito. A partir do momento em que você tem uma lesão desse tipo e pensa em fazer corpo mole, perde muito do físico”, afirmou o jogador. Ele passou pelo procedimento cirúrgico em 9 de abril, oito dias depois de sentir o problema, durante a derrota por 1 a 0 para o San Lorenzo, pela Libertadores.

O meio-campista palmeirense teve o problema durante a derrota da equipe para o Atlético-PR, no dia 2 de agosto, saindo de campo ainda na etapa inicial. Já o avante corintiano conseguiu ter um cenário pior: contra o Santos, pela Copa do Brasil, no dia 19, sofreu uma entorse no joelho direito e tentou voltar a campo. Resultado: além de rompimento do ligamento, descobriu um lesão no menisco.

Um fato que também cabe aos jogadores é o de que todos viviam boa fase quando se contundiram. Kardec havia retomado a titularidade com o técnico Muricy Ramalho, Gabriel era tido como o grande pilar defensivo do Palmeiras e Luciano ostentava uma marca de cinco gols em três jogos, que lhe rendeu uma convocação para a Seleção olímpica. Situações que complicam o emocional do atlea, de acordo com o tricolor.

“Os primeiros 15 dias são muito, muito ruins”, relatou. “Eu ficava indo apenas da cama para o sofá e do sofá para a cama, não produzia nada. Precisava de ajuda de outras pessoas para fazer coisas do cotidiano. Por exemplo, minha cama é muito acima do chão. Para descer dela, eu tinha que chamar o apoio da minha mulher. Era complicado”, apontou.

Para Kardec, tudo melhora quando os atletas começam a reencontrar os outros companheiros de clube, nem que seja no departamento médico. “Esse é o ponto em que as coisas vão bem. Você retoma uma rotina que é a mais comum, consegue viver uma vida quase parecida com a que tinha antes”, explicou.

Tanto Gabriel quanto Luciano, por sinal, já estão neste estágio. O atleta do Verdão aparece de vez em quando no gramado da Academia de Futebol para brincar com os companheiros. O goleador postou um vídeo recentemente no seu Instagram em que pulava sobre o joelho machucado. Na legenda, agradeceu ao carinho dos fãs.

“Eles vão ver que isso passa, mas não desejo essa lesão para ninguém. Agora o que eles têm de fazer é se cuidar para voltar sempre bem”, concluiu Kardec.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*