Pressão por Ganso: Santos resiste, mas São Paulo prepara nova oferta

Depois da trégua na negociação antes do empate por 0 a 0 entre Santos e São Paulo, as conversas por Paulo Henrique Gansodevem ser retomadas. Nesta semana, enfim, pode haver uma definição para o futuro do jogador, desgastado na Vila Belmiro. Pelo lado do atleta e da DIS, há expectativa por uma última proposta do Tricolor.

O clube do Morumbi está disposto a pagar os R$ 23,8 milhões referentes aos 45% dos direitos econômicos do Alvinegro. O clube tem esse dinheiro e estuda uma composição do negócio com a DIS, dona dos 55% restantes. Resta saber se o Peixe aceitará sua parte ou se vai seguir batendo o pé pelo pagamento da multa de R$ 53 milhões.

Apesar de garantir que o jogador não está à venda e que o clube deseja sua permanência, o vice-presidente Odílio Rodrigues dá indício de que uma oferta abaixo do valor integral da cláusula rescisória pode, sim, convencer o Santos a liberar Ganso.

– A hipotética saída do Ganso está nas condições de contrato, ou da multa total ou da parte do Santos. Não podemos falar antes, tem de esperar a proposta para poder responder isso (se aceitaria os R$ 23,8 milhões). Já vieram ofertas abaixo da multa e o Santos recusou. Toda proposta temos avaliado e respondido, se chegarem outras, vamos analisar. Ele não está à venda, mas quem quiser, apresente uma proposta. Não podemos proibir isso – afirma o dirigente.

Nos bastidores, há enorme pressão por parte dos conselheiros santistas para que o caso tenha logo uma definição. O descontentamento é pela proporção que a novela ganhou, afetando diversos setores do clube. Prova disso foi o desabafo do lateral-esquerdo Léo que, pelas declarações, se indispôs com a diretoria, mas também já se retratou. Nesta segunda-feira, aliás, o assunto Ganso predominou no CT Rei Pelé. Membros da diretoria e Comitê de Gestão conversaram com Léo sobre o camisa 10.

A DIS também gostaria que o Tricolor concluísse logo a negociação. O meia espera que uma reunião entre os clubes, até o fim desta semana, possa selar o negócio. O interesse do Flamengo não ameaça o desejo são-paulino – o clube carioca decidiu que não vai mais investir no jogador.

Assim como em todas as outras oportunidades anteriores, Ganso não gostou da proposta de renovação contratual feita pelo Santos, que não incluiu a cessão de direitos de imagem do jogador na oferta. O meia, porém, não chegou a enviar uma resposta de recusa ao clube. Por outro lado, o atleta enxerga com bons olhos a transferência para o São Paulo, onde entende que conseguiria retomar seu futebol para retornar à Seleção. A mudança de ares é bem vista por Ganso do ponto de vista financeiro e também para sua carreira.

Mas se a relação entre Ganso e diretoria santista não é boa, e o meia também está desgastado com parte da torcida, ao menos com Muricy Ramalho ele mantém afinidade, a ponto de o treinador já ter interferido nos bastidores na tentativa de que o atleta permaneça na Vila. No último sábado, o comandante conversou com o jogador no CT Rei Pelé e falou para o atleta se concentrar em voltar para a Seleção. Após o San-São, o treinador voltou a defender o camisa 10, a quem considera “parceiro”, mas deixou no ar um mistério sobre os bastidores do negócio.

Se o caso não for definido nesta semana, o prazo máximo é até 21 de setembro, na sexta-feira da semana que vem,  prazo limite para inscrições de atletas no Campeonato Brasileiro. Até lá, Ganso, Santos, São Paulo e torcedores aguardarão ansiosos pelo próximo capítulo da novela.

Fonte: Globo Esporte

2 comentários em “Pressão por Ganso: Santos resiste, mas São Paulo prepara nova oferta

  1. nao da pra trazer o Lugano agora porque a janela internacional está fechada, a menos que ele rompa o seu contrato lá e venha sem caracterizar uma transferencia internacional, o que acho muito dificil tendo em vista o salario que ele ganha la.
    mas tomara que el Dios volte em janeiro.
    quanto ao Ganso, sinceramente eu investiria o $ no Conca.

  2. Se esperou até Setembro e se for verdade, porque não espera até fevereiro para pagar menos?
    O campeonato Brasileiro já era e a vaga para a libertadores pelo Brasileiro está quase impossível.
    O jeito é tentar via sul-americana.
    Porque não trazer o Lugano já agora para participar desta competição e se integrar ao grupo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*