Preparador físico elogia Kaká, mas diz que é cedo para planejar estreia

Se depender apenas da vontade do presidente Carlos Miguel Aidar, o meia Kaká já tem data para estrear: será no dia 19 (sábado), diante do Chapecoense, no estádio do Morumbi. Mas a situação não é tão simples assim. Abaixo dos companheiros na questão física, o camisa vai trabalhar duro até o fim de semana para que, a partir daí, se tenha uma ideia de quando o atleta voltará a disputar um jogo oficial pelo clube que o revelou para o futebol.

Na tarde da última segunda-feira, Kaká participou de atividade à parte com o preparador Sérgio Rocha. Somente no final do treino, ele se integrou ao grupo que disputava um animado treino de dois toques em um dos gramados. Sérgio Rocha disse que gostou do que viu, mas que ainda é muito cedo para fazer qualquer planejamento.

– Ele está muito bem, com a musculatura equilibrada. Já temos um planejamento traçado, mas é lógico que ele poderá ser modificado caso o jogador evolua mais rapidamente. Inicialmente, ele fará treinos físicos em dois períodos até a próxima sexta-feira – afirmou.

A entrada de Kaká no time certamente fará Muricy Ramalho repensar o esquema tático que vem utilizando. Isso porque nem ele, muito menos Paulo Henrique Ganso fazem a função de jogar pelas pontas, papel exercido por Osvaldo atualmente. Na direita, Kardec jogou como ponta nos treinos realizados nos Estados Unidos, enquanto Alexandre Pato perdeu espaço.

Caso a estreia se confirme diante do Chapecoense, o departamento de marketing tentará lucrar com isso. Como a Semp Toshiba está prestes a rescindir o seu contrato, o clube busca um novo parceiro e, para isso, utilizará o camisa 8 como atrativo. A ideia é que 60 mil torcedores acompanhem o retorno de Kaká, que voltará a disputar uma partida pelo São Paulo após 11 anos.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*