Pratto nega vantagem para o clássico e projeta duelo com Borja

A viagem que o Palmeiras fez à Argentina para enfrentar o Atlético Tucumán na estreia da Copa Libertadores da América não é um fator que proporcione vantagem para o São Paulo no Choque-Rei deste sábado, no Palestra Itália, segundo o centroavante Lucas Pratto. Isso porque o Tricolor também esteve em campo na noite da última quarta-feira, quando derrotou o ABC de Natal por 3 a 1, no Morumbi, pela Copa do Brasil.

“Eles jogaram ontem, nós também. O dia de viagem é programado, um dia de descanso. Nós também não treinamos hoje. E quem não jogou deles também trabalhará, a recuperação é a mesma. A viagem obviamente pode ser mais cansativa, mas não tem nada a ver com o que pode acontecer no sábado”, avaliou Pratto, em entrevista coletiva, nesta quinta-feira.

Com quatro gols em quatro jogos, Pratto está motivado para o seu primeiro clássico com a camisa tricolor, mas pede aos companheiros concentração para surpreender o rival fora de casa. “(O clássico) Me motiva porque é um clássico contra um time importante, um rival do São Paulo, por quem eu sinto carinho pela forma como as coisas estão acontecendo. Sempre tratei todos com respeito no Brasil, mas não sei se eles vão me respeitar assim (risos). Se eles me xingarem, respeitarei igual”, afirmou o jogador da seleção argentina.

Antes de fechar com o clube do Morumbi, Pratto recebeu propostas do Palmeiras, que procurava um substituto de Gabriel Jesus. O Atlético-MG, para não reforçar um adversário em potencial na Libertadores, preferiu vendê-lo ao São Paulo, o que obrigou o Verdão a trazer o colombiano Miguel Borja, um dos destaques do Atlético Nacional-COL na campanha do título continental em 2016.

Sábado, a partir das 16 horas (de Brasília), os dois se enfrentarão. “Acho que jogos importantes sempre fazem os atacantes aparecerem mais, quem pode fazer diferença. Como Borja, Cueva, Araújo. É de quem joga bem, não de quem chegou agora. Sei de minha responsabilidade se jogar e ele também deve saber a dele”, concluiu.

Na reapresentação do Tricolor, na tarde desta quinta-feira, apenas os reservas e aqueles que pouco atuaram diante dos potiguares participaram do jogo-treino com o time sub-20. Os titulares fizeram apenas um trabalho regenerativo na piscina do CCT da Barra Funda.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*