Pratto minimiza maior jejum de gols no São Paulo: “Indiferente”

O centroavante Lucas Pratto passou em branco no triunfo do São Paulo por 2 a 1 sobre o Vitória, no último domingo, em Salvador – Éder Militão e Christian Cueva anotaram para o time visitante. Assim, o argentino atingiu a marca de oito jogos consecutivos sem marcar gols, sendo este o seu maior jejum desde que chegou ao Tricolor.

A última vez em que balançou as redes adversárias foi em 19 de julho, quando o São Paulo venceu o Vasco por 1 a 0, no Morumbi, há quase dois meses, portanto. Depois, o camisa 9 não foi às redes contra Grêmio, Botafogo, Coritiba, Bahia, Cruzeiro, Palmeiras, Ponte Preta e Vitória, respectivamente.

Nesse período, Pratto ficou de fora apenas do duelo com o Avaí, já que foi obrigado a cumprir suspensão automática pela expulsão contra o Cruzeiro. Ainda sofreu um susto no clássico com o Palmeiras ao sofrer uma pancada na cabeça.

O seu segundo maior jejum de gols foi de sete jogos seguidos ou de pouco mais de um mês. Na ocasião, passou em branco diante de Corinthians, Sport, Atlético-MG, Atlético-PR, Fluminense, Flamengo e Santos. Encerrou a marca negativa no empate por 2 a 2 com o Atlético-GO, em 13 de julho.

Apesar da seca de gols, Pratto diz que não se incomoda com o jejum e que procura ajudar de outras formas. “Vocês me veem mal (risos)? Para mim é indiferente se eu não faço gols e o time ganha. Obviamente que, quando o time perde, eu acabo me sentindo responsável por não fazer gols, mas quando a gente sai com vitória eu fico muito feliz”, afirmou, após o triunfo em Salvador.

“Às vezes tenho a função de correr, de fazer o trabalho mais sujo. Mas o mais importante é que estou conseguindo manter a bola nos pés, segurando o jogo quando o time precisa descansar e fiz isso muito bem quando fizemos os dois gols”, analisou.

Adquirido pelo São Paulo junto ao Atlético-MG em fevereiro por R$ 22,8 milhões, Lucas Pratto é o artilheiro do clube na temporada, com 12 gols, empatado com Gilberto, seu reserva imediato.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Um comentário em “Pratto minimiza maior jejum de gols no São Paulo: “Indiferente”

  1. Tá difícil em Prato!
    Infelizmente, não vi você ajudando a segurar a bola quando o jogo estava 2 a 0.
    Reconheço que a bola não tem chegado bem para você fazer suas finalizações, já que, o trenero insiste com o Marcos Guilherme (ou seria o W.Nem disfarçado?) como seu companheiro no ataque. O cara é muito ruim, mas, mesmo assim, caiu nas graças do trenero que não o tira de jeito nenhum. Agora, você anda muito ansioso e tem se colocado mal. O cabeceio, seu forte, você não tem conseguido utilizar, já que as bolas não têm sido bem cruzadas. Mas olha, você precisa se preparar melhor emocionalmente para voltar a marcar uns golzinhos contra o curintia; é o que todos esperamos de você!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.