Por Libertadores, SP corta folga e treina mais que Corinthians e Palmeiras

Não há elenco no futebol paulista que esteja trabalhando com mais intensidade do que o do São Paulo. Enquanto os jogadores de Corinthians e Palmeiras tiveram folga no sábado e domingo de Carnaval, o São Paulo, que já não havia folgado durante a semana, trabalhou nos dois dias do fim de semana. Tudo pela disputa da Copa Libertadores, na qual o time treinador pelo argentino Edgardo Bauza disputa a vaga na fase de grupos nesta quarta-feira.

Na última quarta-feira o São Paulo jogou o primeiro jogo da decisão no Peru, contra o Cesar Vallejo, em partida que terminou às 23h30 (de Brasília). Após deixar o estádio Mansiche em Trujillo, o elenco foi ao hotel no qual estava hospedado, jantou e seguiu para o aeroporto para embarcar para a capital paulista. O elenco teve as cinco horas de voo para dormir, desembarcou às 8h30 de quinta-feira no aeroporto de Guarulhos e mesmo assim não teve folga – por determinação de Bauza, os jogadores ainda pela manhã foram ao CT da Barra Funda para treinar.

Sucessor de Rogério Ceni, finalmente titular e agora camisa 1 do São Paulo, o goleiro Denis explica o sacrifício e a razão de uma rotina de treinos tão diferente dos rivais neste início de temporada.

“Não digo que cansa mentalmente. A nossa equipe trabalhou nos dois dias porque as outras equipes não têm um jogo tão importante no meio de semana. Foi muito importante esse trabalho, a equipe aproveitou bastante para ajustar algumas coisas que são necessárias, para que a equipe não erre no jogo de quarta-feira e tenha uma boa vitória”, disse o goleiro, em entrevista coletiva na segunda-feira (8).

Sem folga no fim de semana, poucos atletas conseguiram aproveitar o Carnaval. O técnico Edgardo Bauza, o meia e capitão Michel Bastos e o zagueiro Diego Luganovisitaram os desfiles no Anhembi na madrugada de sábado para domingo, e também tiveram de chegar ao CT da Barra Funda às 10h de domingo para mais um treino, assim como todo o elenco e comissão técnica.

“Pra mim [o Carnaval] passou muito longe. Temos jogos decisivos que comprometem o ano todo. Nada melhor do que estar focado nessa hora”, acrescenta o goleiro Denis.

Nesta segunda-feira o São Paulo, no entanto, teve uma notícia negativa. O zagueiro Breno, titular, sentiu dores no joelho direito e teve uma tendinite constatada – ele apresentou o mesmo problema há uma semana no outro joelho. No treino tático, Bauza armou o time com o jovem Lucão ao lado de Rodrigo Caio na zaga. Se Breno não participar do treino nesta terça-feira, estará fora da decisão contra o Cesar Vallejo.

Apesar do grande destaque do argentino Jonathan Calleri neste início de temporada – três gols em dois jogos – é Alan Kardec quem deverá começar o jogo, assim como já havia anunciado Bauza.

O São Paulo treina nesta terça-feira no Pacaembu, palco da partida contra os peruanos pela Libertadores – o Morumbi passa por reforma no gramado e não pode receber a partida. Como empatou por 1 a 1 no primeiro jogo, o São Paulo se classifica se empatar por 0 a 0 ou se vencer por qualquer placar nesta quarta.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*