Por déficit fisico, Casemiro tem feito mais trabalhos do que o grupo

O volante Casemiro foi bem no clássico de domingo, contra o Santos. Ele atuou por conta do desfalque de Maicon, mas não teria sido titular se, há um mês, não tivesse começado a fazer trabalhos complementares separado do restante do elenco do São Paulo, a pedido da comissão técnica.

No início de agosto, Ney Franco disse que o jogador, com quem já havia trabalhado na Seleção Brasileira sub-20, estava “muito abaixo na parte física”. O treinador foi além ao expor que Casemiro se cansou 20 minutos depois de entrar em campo no segundo tempo de uma partida em Goiânia.

“Foi opinião do treinador. Se ele entendeu assim, tentei trabalhar da melhor forma, à parte. Trabalhei a parte física por conta própria, vim trabalhar sozinho no CT para recuperar a parte física”, falou o camisa 28, aborrecido com o assunto, na segunda-feira.

Luiz Pires/VIPCOMM

Volante são-paulino tem ficado algumas vezes por mais tempo em campo ou treinado em outro período

Reforço ao trabalho diário comum, os treinos à parte – logo após as atividades com o elenco ou em outro período – não foram por contra própria, segundo o preparador físico Sérgio Rocha. “Alguns jogadores pedem para fazer. No caso dele, o Ney e o Alexandre (Lopes, assistente técnico) pediram”, disse o membro da comissão técnica à GE.net.

 

O complemento é solicitado à preparação física em duas situações não necessariamente excludentes: se o jogador não demonstra intensidade ideal no treino ou caso se encontre acima do peso. O estágio físico de Casemiro, no momento, está “na média do grupo”, conforme Sérgio Rocha. Vez ou outra, ele ainda estende a permanência em campo.

A temporada como um todo não tem sido como o volante esperava. Após altos e baixos com Emerson Leão, havia expectativa de que ele se firmasse com Ney Franco por experiência anterior de ser seu jogador. Não foi o que aconteceu. O ápice foi em maio, quando convocado para amistosos com a Seleção Brasileira, juntamente com Lucas e Bruno Uvini.

Mais tarde, não voltou a ser lembrado por Mano Menezes para os Jogos Olímpicos nem para as últimas partidas amistosas. “Primeiramente tenho que me firmar como titular no São Paulo para ser convocado outra vez. Para a Seleção Se me firmar, consequentemente vem uma convocação”, reconheceu Casemiro, sabidamente em déficit.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*