Por bilheteria, presidente do Braga negocia pegar São Paulo em arena

Por questão financeira, a diretoria do Bragantino negocia nesta semana a saída da equipe de Bragança Paulista para enfrentar o São Paulo em uma das arenas da Copa do Mundo. O presidente do clube, Marco Chedid, tem reunião nesta quinta-feira na sede da Federação Paulista de Futebol para tratar do assunto. Ele também já enviou um ofício à CBF com a sugestão da mudança de endereço do jogo de ida da terceira fase daCopa do Brasil, que está marcado para quarta-feira, dia 30, às 22h.

– Queremos a mudança por bilheteria. Por questão financeira, é muito mais interessante para o Bragantino jogar contra um time grande, como o São Paulo, em uma arena da Copa do Mundo com capacidade para mais torcedores. Infelizmente, temos uma das piores médias de público da Série B em nossa casa. Aí você tem que se mexer, é a realidade – explicou Chedid.

Na Série B do Brasileiro, o Braga tem média de público de 814 torcedores como mandante. É a segunda pior média da competição, à frente apenas do Oeste. O estádio Nabi Abi Chedid tem capacidade para receber 15 mil pessoas. Mas, de acordo com laudo da Polícia Militar, por questões de segurança a capacidade máxima atualmente é de 13 mil torcedores.

TR Estádio Nabi Abi Chedid dia (Foto: Fabio Moraes / Futura Press)Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, tem capacidade para 15 mil pessoas (Foto: Fabio Moraes / Futura Press)

– Temos que buscar receita para o clube. Se nossa casa não fica cheia em jogos no fim de semana, como esperar alguma coisa de quarta-feira às dez horas da noite com transmissão na televisão? É complicado. Estamos negociando. Em Cuiabá, por exemplo, o estádio tem capacidade para quase 40 mil – acrescentou o dirigente.

Na negociação com CBF e FPF, o Bragantino apresenta como alternativas os seguintes estádios:Arena Pantanal, de Cuiabá; Mané Garrincha, em Brasília e Arena das Dunas, em Natal.

O presidente do Braga também negocia com a diretoria do São Paulo a questão da divisão dos lucros com os dois jogos do mata-mata. A ideia de Chedid é repartir em 50% a bilheteria da partida no Morumbi, no jogo de volta (dia 13 de agosto), além do duelo desta quarta-feira, ainda com local indefinido.

A Confederação Brasileira de Futebol deve confirmar o local do jogo no fim desta tarde. Por enquanto, em seu site oficial, a CBF destaca a partida com endereço “a definir”.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*