Petros elogia Dorival por ousadia em alterações para buscar o empate

O torcedor do São Paulo presente no Pacaembu na noite desta quinta-feira pôde acompanhar uma reação digna de um time que luta por uma vaga na Copa Libertadores. Após estar perdendo por 2 a 0, o Tricolor buscou o empate com a Chapecoense na metade final do segundo tempo, e muito da melhora da equipe passou pelas alterações do técnico Dorival Júnior.

No intervalo, o treinador já havia mostrado ousadia ao sacar Araruna e colocar Lucas Fernandes em campo, deslocando Petros para a lateral direita e Hernanes para volante. Após o segundo gol da Chape, Dorival ainda tirou Petros e Shaylon para as entradas de Maicosuel e Gilberto, o que deixou o time ainda mais ofensivo e ajudou na conquista do empate. A ousadia rendeu elogios dos atletas.

“Parabéns ao Dorival pela coragem nas mudanças, e parabéns aos atletas que entraram em campo e corresponderam. Por isso que foi dito na preleção sobre a importância de todos estarem atentos ao jogo, que todos são fundamentais”, disse o volante Petros.

“A gente estava perdendo o jogo, tínhamos que tentar o empate de todas as formas. O Dorival colocou um time muito ofensivo, mas a equipe se manteve organizada e com muita entrega conseguimos o empate. O mérito é pelo ponto conquistado. A luta continua”, corroborou o craque Hernanes.

Com o resultado, o São Paulo foi a 44 pontos na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro e é o 11º colocado. Um triunfo nesta quinta-feira seria fundamental para o Tricolor, que alcançaria a pontuação considerada segura para se garantir na Série A em 2018.

Além disso, o empate ainda impediu o clube do Morumbi de alcançar a melhor campanha do returno no torneio nacional e sua quarta vitória consecutiva, marca que só foi obtida em março de 2015. Pelo Brasileirão, o feito não é alcançado desde 2014. Na próxima rodada, o Soberano visita o Vasco em São Januário, domingo, às 17h (de Brasília).

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Um comentário em “Petros elogia Dorival por ousadia em alterações para buscar o empate

  1. Petros confunde ousadia com desespero!
    O que nosso trenero fez ontem, foi desespero: como vou corrigir tamanha cag…?
    Seja o que Deus quiser!!!
    E, assim como a bola mal cruzada bate no peito do Hernanes e entra, o desespero veio na hora certa. Nunca foi ousadia…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*