Petros diz que árbitro admitiu erro em cartão e sai irritado com assistente

Aos 13 minutos do segundo tempo do empate sem gols entre São Paulo e Botafogo, o árbitro Wilton Pereira Sampaio aplicou um cartão amarelo por reclamação para Petros, irado com lance em que o juiz desviou a bola e cedeu contra–ataque aos cariocas. No fim da partida, Wilton pediu desculpas e admitiu o equívoco para o volante, que ouviu de um dos árbitros assistentes – os que ficam na linha de fundo – palavras que o revoltaram.

“Foi um lance casual. Ele atrapalhou a jogada e me deu amarelo por reclamar.  Ele assumiu que errou”, contou Petros, que pode ficar suspenso do jogo contra o Coritiba, no próximo domingo, se o amarelo não for retirado na súmula. O camisa 6 só não encarou com naturalidade o comportamento de um dos árbitros assistentes, que o abordou na saída de campo. Não foi possível identificar o auxiliar, mas trabalharam no jogo do Pacaembu André Luiz Freitas Castro e Osimar Moreira da Silva Junior.

“Vamos ver se ele tem coragem de falar (para a imprensa) o que falou para mim. E, se falar, se é punido. Todo mundo tem o direito de erar. Errei em 2014, mas ele não tem direito de falar o que falou. Faltou hombridade. Ele falou e foi embora. Não teve coragem de repetir. Quando faltamos com respeito com os árbtiros, temos que pagar. Pena que não gravou o que ele falou para mim”, desabafou.

O erro de 2014 citado por Petros é a trombada no árbitro Raphael Claus, durante clássico contra o Santos no Campeonato Brasileiro daquele ano. O caso chegou a ser tratado como agressão e o volante correu o risco de ficar seis meses longe dos gramados, mas teve a pena aliviada para três partidas.

O empate com o Botafogo, combinado com empate do Vitória com o Cruzeiro e um confronto direto dos baianos com a Ponte Preta na próxima rodada, foi suficiente para salvar o São Paulo dos riscos de rebaixamento no Brasileirão. Agora faltam dois jogos para o fim da temporada: contra o Coritiba, possivelmente com Petros suspenso, e contra o Bahia, na volta ao Morumbi.

 

Fonte: Uol

Um comentário em “Petros diz que árbitro admitiu erro em cartão e sai irritado com assistente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*