Pendurados preocupam Ney, que aprova juiz indicado para o clássico

Além de preparar um time que seja capaz de entrar em campo, ignorar o estádio lotado pela torcida rival e acabar com um jejum que já dura sete anos sem vitórias sobre o maior rival no Pacaembu, o técnico do São Paulo,Ney Franco, está preocupado com o aspecto disciplinar.

Nove atletas do elenco estão pendurados com dois cartões amarelos. Desses, seis irão iniciar o clássico de domingo, às 16h, pelo Brasileirão: Denilson, Douglas, Jadson, Lucas, Luis Fabiano e Paulo Miranda.

Os outros três são Osvaldo, que ficará como opção no banco de reservas, e Rodrigo Caio e João Filipe, que não deverão integrar o grupo que disputará o clássico. E, sabendo o que representa nos tempos atuais a rivalidade entre Tricolor e Timão, o treinador teve uma longa conversa com as atletas para pedir equilíbrio.

– Quando estava na Seleção (sub-20), muita gente já falava sobre isso. Colegas e atletas que trabalharam em uma das duas equipes comentaram que a rivalidade é enorme. É por isso que falo que é um jogo à parte dentro do campeonato. Mas dentro de campo é preciso estar equilibrado emocionalmente. Não adianta reclamar do juiz, discutir em campo ou procurar o cartão – afirmou o treinador.

O alerta de Ney Franco é justificável. No último Majestoso disputado no Pacaembu, em fevereiro, pela primeira fase do Campeonato Paulista, dois atletas haviam levado cartão amarelo com menos de dez minutos de jogo. Na etapa complementar, o zagueiro João Filipe acabou expulso.

– Se você leva cartão amarelo no começo de um jogo tão pegado como esse, a chance de receber o vermelho é muito grande. Precisamos evitar isso – ressaltou.

O treinador aprovou a indicação de Wilson Luiz Seneme para apitar o duelo de domingo. O assunto arbitragem ganhou importância durante a semana por causa dos erros ocorridos no duelo entre Santos e Corinthians, disputado no último final de semana, quando o Peixe venceu por 3 a 2. O segundo gol santista foi bastante polêmico: houve três impedimentos no lance. Nenhum deles apontado.

– Para mim, é um dos melhores árbitros do futebol brasileiro. Não entra com pressão nenhuma. Todo árbitro está sujeito a erros. Mas não acredito que haverá problemas, espero que possamos sair desse falndo apenas sobre a questão técnica, sobre quem fez gol, quem ganhou, qual foi o melhor jogador em campo – disse Ney Franco.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*