Pato deixa protagonismo e aposta no jogo coletivo

Desde que chegou ao São Paulo, Alexandre Pato foi testado em diversas funções no ataque do técnico Cuca. Pelo Brasileirão, já são três: centroavante, segundo atacante e ponta pelo lado esquerdo.

E é nessa última posição que Pato atuou na partida contra o Palmeiras, no último sábado, pela décima rodada do Brasileirão. O desempenho não foi dos melhores, mas o jogador demonstrou um jogo coletivo ao ajudar na recomposição defensiva, muito cobrada por Cuca.

Após demonstrar cansaço por ter de fazer esse apoio, Pato foi substituído ao 26 minutos por Toró. Depois da partida, admitiu o pedido para deixar o gramado.

– Senti ali um pouco no final, e o professor falou que quem sentisse era para dar oportunidade para o companheiro, e fiz o que ele pediu. Naquele momento vi que a entrada do Toró era melhor – disse Pato.

Foi pelo lado esquerdo do ataque que Alexandre Pato teve seu melhor momento com a camisa do São Paulo. Em sua primeira passagem pelo Tricolor, o atacante passou um período como centroavante, mas assim que o técnico Juan Carlos Osório assumiu a equipe, em 2015, houve a mudança.

Pato deixou o comando de ataque para Luis Fabiano e passou a atuar pelo lado esquerdo. Logo em seu segundo jogo na nova função, o atacante fez um dos gols na vitória por 4 a 0 sobre o Vasco. A atuação do jogador rendeu elogios e comparação de Osório após aquela partida.

– Pessoalmente, creio que é nessa posição de extremo (ponta), mudando de lado, que ele (Pato) é um dos melhores do país. Ou talvez o melhor. O compararia com Robben, ou Ribéry, ou Di Maria… Estamos com um potencial desses em nosso time – disse o treinador na ocasião.

No jogo seguinte, na vitória por 3 a 1 sobre o Coritiba, mais dois gols de Pato e uma assistência para Centurión. Durante a passagem do técnico colombiano, o atacante disputou 27 partidas e marcou 11 gols.

Mudança com Cuca

Com a cirurgia de Pablo na região lombar no início de trabalho de Cuca no comando do São Paulo, a aposta do treinador foi em Pato como centroavante. No primeiro jogo, contra o Botafogo, pelo Brasileirão, não convenceu.

Com isso, Toró ganhou a vaga de 9, e Alexandre Pato foi recuado para atuar praticamente como um meia, na segunda linha de ataque. A mudança surtiu efeito: 2 a 1 com gols exatamente dos dois.

Cuca, no entanto, não repetiu mais a escalação e passou a estudar outras alternativas para o São Paulo. Com o retorno de Pablo ao time e a lesão de Everton, Pato foi o escolhido para jogar pela esquerda no retorno do Brasileirão.

Na próxima segunda-feira, diante da Chapecoense, no Morumbi, pela 11ª rodada do Brasileirão, Pablo não estará em campo por conta de uma lesão no tornozelo. Raniel ocupará a vaga do jogador e, mais uma vez, Pato terá a chance de mostrar que pode ser o jogador de beirada de campo que fez sucesso na passagem relâmpago de Osório pelo Tricolor.

O jogo entre São Paulo e Chapecoense terá transmissão ao vivo do Premiere para todo o Brasil com narração de Odinei Ribeiro e comentários de Wagner Vilaron.

Fonte: Globo Esporte

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.