Para satisfazer Bauza, São Paulo acena para o mercado sul-americano

A torcida do São Paulo pode se preparar para ouvir novas entrevistas em espanhol a partir de julho, quando estará aberta a janela de transferências. Para satisfazer as exigências do técnico argentino Edgardo Bauza, a diretoria sinalizou positivamente para a contratação de outros “gringos” do mercado sul-americano. Inicialmente, os reforços seriam para compor o elenco, mas não estão descartadas as tratativas por atletas que possam ser protagonistas na disputa do Campeonato Brasileiro.

“Temos algumas carências e o professor Bauza apontou quais são elas. Na minha opinião, [as contratações] seriam para compor o elenco, porque eu gosto muito do time que temos agora. O Bauza me pediu para compor o elenco, mas dependendo dos custos envolvidos, [o jogador] pode vir para ser protagonista”, disse o diretor de futebol Luiz Antônio Cunha, antes de afirmar que “é muito provável que os reforços venham do mercado sul-americano”. As declarações foram para o programa Bate Bola, do canal ESPN.

O interesse em atletas estrangeiros já havia sido explicitado por Bauza em entrevistas para a imprensa argentina. O Patón afirmou no início de março, quando sofria intensa pressão da torcida, que faria “o impossível” para chegar até julho e para reforçar o elenco da forma como gostaria. Ele se manifestou favorável à vinda de pelo menos três jogadores, sendo que “entre eles há um ou dois argentinos”.

Sem os reforços que pediu à diretoria tricolor no início do ano, o Patón penou para conhecer os jogadores são-paulinos e encontrar a formação considerada ideal. A satisfação do treinador atingiu seu nível mais alto com a escalação usada na goleada por 6 a 0 sobre o Trujillanos-VEN, na última terça-feira. Mas Bauza evitou falar em um time consolidado na entrevista que sucedeu a partida. Em 20 jogos oficiais nessa temporada, ele alternou 17 escalações diferentes.

“Não posso assegurar que esta é o time ideal. Vínhamos jogando bem nas partidas anteriores”, despistou o técnico, que não deverá fazer alterações para o jogo decisivo da próxima quarta-feira, contra o River Plate, no estádio do Morumbi. Para que a equipe seja mantida, no entanto, o Patón será obrigado a escalar os reservas no duelo contra o São Bento, nesse domingo, pela última rodada da fase de grupos do Paulistão.

 

Fone: Gazeta Esportiva

4 comentários em “Para satisfazer Bauza, São Paulo acena para o mercado sul-americano

  1. Não mandem o Paton embora, aguarde o final de ano e avalie com dados em mãos.
    Sinceramente estou gostando deste time que demonstra muito mais vontade que o time do ano anterior.
    Com o Pintado a tendencia é melhorar.
    Ficarei satisfeito qd os jogadores ficarem com raiva numa derrota.

  2. Satisfazer Bauza é contrariar todo o bom senso com relação à contratação de jogadores. Ele deve indicar “retranqueiros”; mesmo os atacantes deverão primeiro ser “retranqueiros”, isto é, primeiro marcar e depois, se possível, atacar também. Será o fim da picada. Mas como a janela ainda demora e sua dispensa está logo ali, após a queda na Libertadores, acho que vai ficar tudo bem…

  3. Contratar jogador somente se for para para ser titular, para compor elenco usar a base, isso é fundamental para se ter uma equipe boa e equilibrada financeiramente, fora disso me cheira trambicagem.

  4. Acho um erro tremendo contratar as indicações de Bauza, até porque ele não vai muito longe.
    Se fosse um técnico brasileiro já teria sido demitido, mas como foi contratado com toda a pompa, e depois mostrou que é no máximo um técnico mediano, a diretoria insiste com ele, a fim de não mostrar que foi um grande erro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*