Para “salvar o ano”, São Paulo inicia luta com Coxa de olho na final

Tricampeão da Libertadores, o São Paulo sonha retornar à competição internacional em 2013. O caminho mais fácil para que os comandados de Emerson Leão consigam o feito nesta temporada é na Copa do Brasil. Semifinalista da competição, o Tricolor inicia a briga por uma vaga na final do torneio nesta quinta-feira, às 21 horas (de Brasília), diante do Coritiba, finalista da edição de 2011.

Eliminado nas semifinais do Campeonato Paulista, o São Paulo trata o possível título da Copa do Brasil como a possibilidade de trazer tranquilidade ao clube tricolor. Mais do que isso, o técnico Leão considera que a ‘desejada’ competição pode “salvar o ano” da equipe que conquistá-la.

“A Copa do Brasil todo mundo quer vencer, até mais do que os regionais e o próprio Brasileiro, porque é uma competição mais curta e que dá como presente um título. A Copa do Brasil salva o ano, mas as quatro equipes [que chegam na fase semifinal] pensam igual”, discursou o comandante, ciente que este não é um torneio que o torcedor são-paulino está acostumado.

“O São Paulo tem predileção, paixão pela Libertadores, mas você tem que lutar pelo presente, que está próximo”, emendou o comandante, que pode levar o time ao seu primeiro título da Copa do Brasil.

Para o primeiro confronto com o Coritiba, o São Paulo contará com o zagueiro Rhodolfo, que chegou a ser dúvida. Após recuperar-se de um edema na panturrilha esquerda, o camisa 4 atuou no clássico contra o Santos, no domingo, mas reclamou de novas dores, estas, porém, na coxa direita.

 

Depois da realização de exames, foi constatada apenas fadiga muscular e o jogador deverá formar a dupla de defesa com Paulo Miranda. Denílson, que perdeu um treinamento na semana por confundir o horário, também está confirmado e fará companhia a Casemiro, Cícero e Jadson no meio de campo tricolor.

Vindo de uma vitória sem brilho diante do Peixe, o São Paulo sabe que ainda está devendo no Brasileiro. O início do Nacional, porém, não influi na preparação da equipe visando esta semifinal. “É uma competição totalmente diferente. Ainda estamos nos acertando no Brasileiro. Na Copa do Brasil é o caminho mais curto para chegar à Libertadores e estamos em concentração total”, avisou o lateral Cortez.

O Coritiba, por sua vez, chega às semifinais pelo segundo ano consecutivo, fato que gera inevitáveis comparações com a campanha de 2011. Na ocasião, o adversário foi o Ceará e a vaga para a final foi conquistada com um empate sem gols fora de casa e uma vitória magra, por 1 a 0, no Couto Pereira. Novamente o Alviverde terá a chance de definir a vaga no Alto da Glória e a principal lição aprendia foi a necessidade de levar alguma vantagem no primeiro jogo.

Antes da partida, o técnico Marcelo Oliveira fez valer o conhecido clima de mistério usado em momentos decisivos. Fechou o time em um hotel na cidade de Atibaia (SP) e só divulgará a escalação na hora da partida.

Porém, a preocupação em não tomar gols e, se possível, fazer pelo menos um, indica que a formação terá atenção extra na marcação no meio-campo, apostando nos contra-ataques para surpreender o Tricolor.

 

O volante William, que volta a ganhar uma sequência de jogos depois de se recuperar de uma lesão, defende o momento de reclusão para manter o foco do grupo e demonstra confiança para superar o adversário, que é considerado favorito, até por jogar em casa.

“Estamos totalmente concentrados. Vivemos um momento decisivo, e estamos trabalhando para que o resultado positivo aconteça. Temos um grande adversário pela frente, mas também temos atributos e qualidades suficientes para que o nosso time seja um dos finalistas”, avaliou.

Em relação ao time, o treinador coxa-branca deve apostar na experiência para manter o equilíbrio emocional em campo. Sem poder contar com Rafinha, que ainda não apresenta condições físicas ideais, e com Robinho, que não está inscrito na Copa do Brasil, deverá ficar a cargo de Tcheco a tarefa de ser o maestro no meio campo. Na defesa, Pereira ganha espaço e briga por vaga com Demerson. Já no ataque, apenas Everton Costa é certeza.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO X CORITIBA

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 14 de junho de 2012, quinta-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro
Assistentes: Altemir Hausmann e Márcio Eustáquio Santiago

SÃO PAULO: Denis; Douglas, Paulo Miranda, Rhodolfo e Cortez; Denílson, Casemiro, Cícero e Jadson; Lucas e Luís Fabiano
Técnico: Emerson Leão

CORITIBA: Vanderlei; Ayrton, Demerson (Pereira), Emerson e Lucas Mendes; William, Sergio Manoel,Tcheco e Lincoln; Everton Ribeiro (Roberto) e Everton Costa
Técnico: Marcelo Oliveira

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*