Pai de Calleri diz que no Brasil atacante só joga no São Paulo

Jonathan Calleri pode, enfim, retornar ao São Paulo. Após o fim da temporada inglesa, o West Ham decidiu não seguir com o atacante, que estava emprestado pelo Deportivo Maldonado, clube-empresa uruguaio focado em faturar com a venda de seus principais talentos. Em contato com a Gazeta Esportiva, o pai do ex-são-paulino, Guillermo Calleri, deixou no ar uma possível volta ao futebol brasileiro.

Após se destacar com a camisa do São Paulo, onde fez 16 gols em 31 partidas e terminou como artilheiro da Libertadores de 2016, Calleri se transferiu para o West Ham. Em Londres o atacante argentino não conseguiu dar continuidade à boa fase e sofreu com a concorrência no setor ofensivo. Ao todo foram 19 partidas com a camisa dos Hammers, pela qual balançou as redes uma única vez.

“Calleri está de férias e vai procurar definir seu futuro apenas a partir do dia 1º de junho”, disse Guillermo Calleri, deixando claro que o staff do jogador irá esperar a abertura da janela de transferências europeia. “Sempre há o interesse de Calleri em retornar ao futebol brasileiro. Caso ele volte ao Brasil, há somente a possibilidade de ele vestir a camisa do São Paulo”, completou o pai do atacante.

Atualmente o São Paulo tem à disposição três atacantes com características semelhantes às de Calleri. Lucas Pratto, seu conterrâneo, é considerado titular absoluto pelo técnico Rogério Ceni, enquanto Gilberto e Chávez, os outros dois homens de área do elenco, surgem como opções. A possível vinda do ex-camisa 12 Tricolor é tratada com bastante expectativa pela torcida, no entanto, acabaria inchando o setor ofensivo.

A notícia de que Calleri foi liberado pelo West Ham gerou rapidamente uma onda de pedidos por parte dos torcedores do São Paulo pelo retorno do atacante, que permaneceu no Morumbi por apenas seis meses, o suficiente para conquistar as arquibancadas e ser recompensado com o “Ô ô ô ô, toca no Calleri que é gol”.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Um comentário em “Pai de Calleri diz que no Brasil atacante só joga no São Paulo

  1. Palavras ao vento!
    Ele é profissional, precisa trabalhar, e isto dele jogar apenas no São Paulo é apenas uma frase politicamente correta de um pai que foi feliz vendo seu filho brilhar com a camisa do tricolor. Como no momento não existe espaço para ele no SP, já que seu salário é altíssimo e estamos muito bem servidos com Prato e Gilberto, é certeza que, se houver uma boa proposta de outro clube brasileiro ele vai, sim, jogar e tentar fazer o seu melhor nesse clube. Mas é bom ouvir isto num momento em que ninguém se preocupa com as outras pessoas; que cada qual pensa apenas em seu umbigo. O pai do Calleri foi muito bem…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*