Osorio quer mudanças táticas, treinos “inteligentes” e transição mais veloz

O São Paulo de Juan Carlos Osorio terá mudanças no futuro. O colombiano iniciou o trabalho aproveitando o padrão usado pelo antecessor Milton Cruz e não vai fazer modificações radicais no começo, mas aos poucos pretende colocar suas ideias em prática.

Depois do primeiro treinamento tático fechado, na última sexta-feira, ele espera ver o começo da sua filosofia implantada na estreia deste sábado, contra o Grêmio, às 22h, no Morumbi.

De imediato fez alguns pedidos aos jogadores: quer a transição da defesa para o ataque mais veloz, com seis a oito toques na bola.

Ele também treinou com os atletas como quer o movimento de zagueiros e meias no início da construção das jogadas.

– Vocês (imprensa) não viram, mas trabalhamos para que nossos zagueiros conduzam a bola, abram uma linha de passe e possam jogar. Com eles ajudando mais, os meias não precisam recuar tanto – explicou Osorio.

No futuro, Osorio pretende mudar o esquema tático do São Paulo. O desejo é fazer o time usar três defensores, um meio de campo em formato de losango e mais três atacantes na frente, sendo um centroavante e dois homens abertos pelos lados.

– Não quero causar um trauma com mudanças radicais. Mas com trabalho, vai haver mudanças. Vamos defender com três jogadores, usar um losango no meio de campo e usar três atacantes. Eu prefiro só um centroavante e dois por fora. Mas vamos ver as possibilidades – afirmou o treinador.

São Paulo campinho 3-4-3 (Foto: GloboEsporte.com)No futuro, Osorio pretende montar o São Paulo no esquema 3-4-3, com um losango no meio de campo

Nessa formação futura, o argentino Centurión pode ganhar espaço como homem aberto pelo lado do campo. Luis Fabiano ou Alexandre Pato disputariam a vaga de centroavante, enquanto Alan Kardec se recupera de lesão no joelho direito.

Outro objetivo de Osorio é tornar os treinamentos inteligentes e estruturados. Estudioso do futebol, o técnico de 53 anos usará a formação acadêmica nos Estados Unidos, Inglaterra e Holanda para colocar em prática novos métodos de trabalho.

– Não há só uma verdade no futebol. Há várias boas opiniões. E de tudo se aprende. Aprendi de todos e aqui vou trazer o que humildemente sei de futebol. Aqui, há coisas muito boas. O dia a dia e o treinamento tem de ser mais estruturado, mais dirigido à tomada de decisões, sobre situações pontuais de jogo – afirmou.

Para a estreia no Tricolor, o possível time titular é o seguinte: Rogério Ceni; Bruno, Edson Silva, Dória e Carlinhos; Rodrigo Caio (Denilson), Souza, Wesley (Thiago Mendes), Michel Bastos e Ganso; Luis Fabiano. Pato, Paulo Miranda e Rafael Toloi estão fora.

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.