Osorio desiste de título, diz que briga por G-4 e cobra desempenho

Juan Carlos Osorio concedeu entrevista coletiva no início da tarde desta sexta-feira, no CT da Barra Funda, e falou que o São Paulo não briga mais pelo título do Brasileirão. Para o técnico colombiano, a disputa será pelo G-4 e pelo título da Copa do Brasil. Durante a entrevista, Osorio explicou a crítica feita após a partida contra o Santos, ressaltou os muitos desfalques do São Paulo – entre vendas e lesões -, falou que não mudará as convicções de jogo por causa das derrotas e cobrou melhor desempenho dos jogadores.

“Acho que podemos competir pela Copa do Brasil e por essa quarta vaga no torneio. Mas eu acho honestamente que depende de como vão assumir os atletas esse desafio. Eu assumo a responsabilidade pela escalação, mas creio que é momento que os atletas assumam a responsabilidade pela execução em campo”, disse Osorio.

“Meu filho fraturou o braço jogando basquete. Perguntei para ele: você treinou? Ele disse: não. Isso acontece. A única diferença no nosso time é que na minha opinião é que nosso time treina. Treina para ter a bola, para passar a bola entre os que têm camisa branca, vermelha e preta. E isso não aconteceu. Quando qualquer time tem cinco jogadores para passar a bola e controlar, e não consegue, fica claro e contundente que faltou capacidade para fazê-lo. Escalei o time sem Michel sabendo que vai jogar os quatro jogos, mas não acho que seja a desculpa para não ter sequência de 10 passes. O que aconteceu? Vamos ver a reação do grupo. Eu trabalho com jogadores profissionais, que têm obrigações. Entendo que tenho o direito moral de falar claramente”, falou o técnico.

Questionado sobre a frase dita imediatamente após a derrota por 3 a 0 para o Santos, na Vila Belmiro, Osorio disse que se referiu aos desfalques ao dizer que um dos motivos da derrota foi “ausência de jogadores de qualidade”.

“Eu prefiro falar que isso foi minha mensagem na coletiva. Quando um colega de você perguntou para mim exatamente, a mensagem era essa: um time com 11 pode ganhar um jogo ou dois, mas para mostrar consistência precisa de um bom elenco. E o elenco todos sabemos que teve desfalques muito importantes”, disse.

Osorio falou que antes do clássico fez treinos com foco em manter a posse de bola, em que a equipe teria que trocar entre 10 a 15 passes antes de fazer o movimento ofensivo, e que isso não se refletiu no jogo. O treinador concluiu dizendo que foi contratado para praticar futebol ofensivo, e não abrirá mão de suas convicções.

“Uma coisa é o comprometimento. Nossos atletas têm comprometimento com o time. Incapacidade é algo subjetivo. Podemos analisar a Luan, por exemplo, de uma maneira diferente. Está claro que nosso time treina para passar a bola, manter a posse. Fizemos treinos de 15 minutos que o objetivo principal é fazer 10 ou 15 passes antes de atacar. Contra o Santos era muito importante fazer isso. Não posso ocultar que houve incapacidade, no dia, no jogo contra o Santos”, falou.

“Para os que gostam de defender entendo e têm razão. Para os que gostam de atacar, esse é meu vício. Minha obrigação é sempre jogar para ganhar. O time treina para isso e não deve mudar. Para muitos, um bom selecionador, estratega, se ajusta às necessidades e ao elenco que têm. Mas quando eu fui buscado e me propuseram um trabalho essas mesmas pessoas falaram textualmente nós gostamos que você sempre joga a atacar. Isso falaram para mim, e me convenceram por isso. Agora, pelos desfalques mudou, situação é muita diferente”, disse.

Osorio também afirmou que neste momento está descartada a possibilidade de pedir demissão do São Paulo, algo que ficou próximo de acontecer há algumas semanas, quando houve interesse da seleção mexicana: “Agora sim [está descartada]. O futebol, como a vida, pode mudar ao sair do CT. Futebol brasileiro é muito competitivo. Cada jogo há muitas coisas, o dia que eu mude de opinião todos vão saber. Agora esse é meu trabalho, meu coração está aqui”.

2 comentários em “Osorio desiste de título, diz que briga por G-4 e cobra desempenho

  1. Concordo com Osorio, apesar de ser 13 pontos e ainda temos muitos jogos a disputar mas ele é realista e ja disse que falta jogadores com qualidade no elenco e isso diz tudo, se ficarmos no G4 sera um milagre com esse time, eu ainda acho que vamos ficar somente entre os 10 que ja sera um lucro enorme, agora a copa do Brasil é outra historia, nao temos time para ser campeao, mas como é mata-mata tudo pode acontecer, milagres as vezes acontece.
    Se passarmos pelo Vasco que nao é tao dificil assim podemos ir as semi-finais enfrentar as Sereias de novo, tudo pode acontecer quem sabe nesse dia eles joguem mal e nos fazemos o jogo da nossa vida, iremos as finais e ai quem vem, pode ser qualquer um sera dificil, Palmares, Inter, Gremio, Fluminense.
    Se ganharmos essa copa do Brasil vai ser um titulo alem de inedito um feito heroico pq com esse time é um milagre mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*