Opinião de são-paulino: São Paulo 1 x 1 Figueirense

Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, aqui o espaço é seu. Use-o para elogiar, comentar, criticar, cornetar, enfim, diga o que achou do empate entre São Paulo e Figueirense, por 1 a 1, no Morumbi.

12 comentários em “Opinião de são-paulino: São Paulo 1 x 1 Figueirense

  1. Vice – campeão brasileiro, classificado para Libertadores, semi-finalista na Sul Americana (que a meu ver, ajuda na preparação para a Libertadores), é muita coisa, para um elenco desequilibrado, com carências pontuais em todos setores e que iniciou o ano praticamente desacreditado.
    Espero que o planejamento para 2015 seja bem feito, principalmente na composição do elenco (por enquanto, não acredito na base, talvez com esta nova administração a coisa melhore) e na preparação física, pois, neste ano ficou claro que o trabalho não foi bem feito, afinal durante a copa houve uma “pré-temporada forçada” e o time sempre pareceu mais desgastado que os demais.
    Agora só resta aguardar.

  2. Temos que contratar a tal INTENSIDADE,
    o empate caiu do ceu, resultado que coroou um vice inesperado
    pelo que aconteceu no primeiro, ??? sera’ que foi a vinda do Kaka, e do Bastos ????? que alavancou o time.
    A verdade e’ temos que reforcar e muito
    porque passar sufoco do Figueirense e’ coisa se’ria,
    so’ prova que fomos desclassificado da Sulamericana merecidamente.
    Mesmo assim parabens, e comecem as ferias amanha mesmo na’o percam tempo.

    • Toloy, se tivesse chutado o penal com a intensidade dos dois chutes de hoje,
      fatalmente teria convertido, na’o se pode chutar um penal achando que ja
      marcou.

      • Na’o estou dizendo que quero trocar o Murici pelo Argel,
        mas que o time dele e’ bem treinado pelos jogadores que tem e’,
        e muito.
        Olho nele, o time dele tem a tal intensidade.

        • É… e tem tranquilidade pra testar, treinar, montar, errar… qual a cobrança que um cara desse tem? Já vimos inúmeros treinadores que se dão super bem em times pequenos que tem toda a paz do mundo pra fazerem o que bem entendem se afundarem quando assumem um time que perde em uma estréia e já vira um inferno, igual é no São Paulo.

          Estamos fechando o ano com um vice do Brasileiro e ainda estão criticando. Bom mesmo é o Argel, que terminou em DÉCIMO SEGUNDO. Virem torcedores do Figueirense então.

          • Calma amigo…
            Concordo plenamente com sua colocacao: time “pequeno” nao tem pressao para arrumar o time em dois jogos. Testa o quanto quiser/puder.

            Quanto ao texto do outro amigo, tenta interpreta-lo fora da caixa. Pode ate nao concordar, mas tem coerencia no seu teor.

            Abracos

          • Argel chegou pra tentar tirar o time da b que fatalmente conseguiria,
            resultado positivo.
            Treinar times meia boka tambem e’ complicado,
            torcedor e’ torcedor exigente em qualquer lugar.

            • Exato! Já tivemos essa experiência, ninguém gostou muito do Ney Franco que foi campeão com o Ipatinga. Querem colocar qualquer Zé Ruela no lugar do Muricy, e na boa, acho mesmo que a diretoria deveria ouvir a torcida nesse ponto já que o clamor é tão grande. Só pra ver todo mundo quebrando a cara.

              • Deixei claro que estou feliz com Murici, e com o que conseguiram no ano,
                como na’o estava com o nota deizzzzzzzz que demoraram uma eternidade
                para mudar e ainda o cara conseguiu um titulo de sulamericana.
                Agora, trabalhar como tecnico e’ mesmo desgastante em qualquer lugar,
                na’o tem essa de clube de camisa e clube meia boka,
                mecher com estrelas ou na’o e’ a mesma coisa em qualquer lugar,
                inda mais com marmanjos, com clube de camisa ainda tem a imprensa cornetando
                por tudo.

                • Concordo plenamente com você, Lorenzo. O que vimos ontem foi, de fato, um “banho” tático do Argel sobre o Murici. Digo mais: jogando contra dois times “meia-boca” conseguimos fazer dois gols de bola parada, um por mérito do Edson Silva, outro por pura falha do goleirão colombiano.
                  É muito pouco para um time que almeja ganhar uma Libertadores!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.