Opinião de são-paulino: pré-jogo Grêmio x São Paulo

Amigo são-paulino, aqui o espaço é seu. Use-o para comentar, cornetar, criticar, elogiar, enfim, diga o que achou da derrota do São Paulo para o Grêmio, em Porto Alegre.

23 comentários em “Opinião de são-paulino: pré-jogo Grêmio x São Paulo

  1. Bem por enquanto esse é o real limite desse time, acredito que ainda está em fase de formação por isso não podemos nos empolgar, na hora da decisão infelizmente alguns “matadores” também somem, e o Grêmio sempre é um adversário forte, vide sua colocação no campeonato. Espero sinceramente que o Ganso supra essa falta de um jogador que chame para si a responsabilidade do jogo. Concordo que o Fabuloso sempre deixa a desejar em jogos fora do Morumbi, e acho que a curto prazo ele deverá ser negociado. Pelo início do ano que o SPFC teve acho que evoluímos muito, quem viu esse time no 1º semestre nunca iria acreditar que pudesse ao menos chegar entre os 4. O time tem mostrado vontade de vencer por isso penso que devemos ter um pouco de paciência até as peças se encaixarem. se o trabalho do Ney Franco não é plenamente satisfatório perto dos outros que o antecederam está muito melhor. Paciência!

  2. Particularmente acho o trabalho do Ney Franco bom. Não é ótimo, mas é bom. Entendo que ele mexe muito mal e acaba arriscando o bom trabalho do time titular…
    Mas também há que se analisar o material que ele tem nas mãos. Não há reposição em qualquer posição. Temos um banco fraquissimo, que não permite qualquer alteração no time.
    Um outro ponto que não vejo ninguem comentar é a parte física. Há um poblema cronico na preparação. Todo jogo no segundo tempo o time cai muito de produção. O Luis Fabiano, que joga muito, tem problemas fisicos. Muito lento, quando sai da area demora uma eternidade para voltar. A desculpa da idade não cabe, pois outros na mesm faixa estão melhores fisicamente.
    Acredito que iremos para. Libertadores que ao meu ver era a meta do treinador, mas eh preciso se preparar para 2013.
    Reforços + preparador fisico..
    Abs

    • Concordo…o Ney Franco é um bom treinador durante a semana. O time mostrou evolução. Todavia, diante das dificuldades do jogo ele sucumbe nas alterações. Estou me convencendo de que ele não é um bom estrategista, pois opta quase sempre em mexer onde não deveria. Por outro lado, não descarto que parte dessa situação se deve à qualidade do banco. Resta algumas perguntas que ainda não foram respondidas, como por exemplo: 1) quem sugeriu a contratação de Paulo Assunção? 2) as entradas do fraco Admilson se devem a pressão do JJ, pois, dizem, ele é fão do garoto? 3) por quê o Casimiro só tem “caixa” para o primeiro tempo e sempre “morre” no segundo tempo? 4) por quê ele não relaciona o Rodrigo Caio ao invés do fraquíssimo Paulo Assenção, que de antemão ele sabe que não utilizar?

    • Rodrigo, com todo o respeito, O LF é jogador de um campo só: o Morumbi. Fora de la, com ele em campo, o sampa joga apenas com dez. O homen não é capaz de dominar uma bola e devolver redonda para um companheiro; para ele ir bem a bola tem que vir “pianinha” para dar um só toque: ou para o gol ou para outro companheiro. Sem contar que ele nunca consegue acompanhar as jogadas rápidas de linha de fundo.

  3. O resultado de hoje foi normal. Jogou na casa do adversário, perdeu por conta de algumas falhas, mas poderia ter conseguido resultado melhor. Fosse um resultado de copa sul americana, seria um resultado razoável por causa do gol marcado fora.

    Quanto à vaga na Libertadores. Continuo dizendo o que venho dizendo nas ultimas semanas: o projeto de chegar ao segundo lugar era pretensioso e parecia mais uma forma de manter a motivação do elenco. O time está praticamente garantido na Libertadores.

    O Botafogo teve tabela favorável nos últimos jogos, jogou contra a parte de baixo da tabela. Vai jogar com outro ameaçado de rebaixamento nessa próxima rodada, mas nas duas seguintes deve ter problemas. Mas, na sequência, vai enfrentar o Atlético-MG e Flamengo, dois bons times que devem entrar motivados. Já o São Paulo passou pela parte mais difícil da tabela, contra Fluminense e Grêmio. Vai enfrentar dois dos mais fracos nas próximas rodadas e, dependendo da programação dos gambás, um time reserva.
    Quem acha que o time corre risco provavelmente também achou que o time correria risco de rebaixamento neste ano…

    • Algumas constatações que estão me incomodando: me parece que o Luiz Fabiano vem jogando as últimas partidas com visível má vontade e com a irresponsabilidade de sempre – cartôes infantis que vão deixá-lo, mais uma vez fora de alguma partida importante; A inutilidade total do Jadson é irritante: erra passes em jogadas cruciais, perde bolas com uma facilidade impressionante, não ganha uma bola “mais ou menos” dividada, é nosso batedor de escanteios e faltas, mas não acerta um!
      O Rodolfo nunca vai deixar de ser afoito e estabanado, e não vai aprender a marcar e se posicionar.

      • Quando eu falo que o Luis Fabiano joga com má vontade todo mundo me critica… é só ir ao estádio pra comprovar. Se pela tv já está bem nítido isso, e olha que a tv maquia horrores, vejam ao vivo para comprovar.

        Só lamento o fato do nosso tricolor por erros infantis do técnico amargar a 4ª colocação que não é garantia de nada para a Libertadores.

        Lucas mais uma vez não decidiu em jogos importantes.

      • Perfeito João! O Jadson é um inútil em jogos “pegado”…falta tesão para jogar! Ele e o Maicon não marcam ninguém. Ontem, para piorar, o Ney deixou ele em campo. Moral da história…no final do jogo ficamos com somente um marcador no meio: o Denilson. Claro que o Grêmio passou a dominar todas as bolas naquela região e com a pressão…faria os gols que precisava parfa virar o jogo.

  4. Concordo com o colega Regis.
    Se nao GANHARMOS do Nautico no proximo domingo, a classificacao pelo Brasileiro pode ir para o espaco. O problema eh que o Nautico virah turbinado pelo time do ‘dono’ do Ibope. O Botafogo tantarah de todas as formas levar essa diferenca de 5 pontos, ou menos ainda se der sorte contra o Sport, para as duas ultimas rodadas onde enfretamos Ponte, em Campinas, e o time da marginal, sabe-se lah aonde.
    Se chegarmos na duas ultimas rodadas com a diferenca de 5 pontos, corremos muito risco, pois contra a Ponte na casa dela, tambem turbinada, e depois contra os marginais temos tudo para perde-la, a julgar pelo futebol praticado hoje e contra o Fluminense.
    Seria o ano das galinhas: os porcos na segunda divisao e ainda nos eliminar da Libertadores.
    Chance na Sul Americana? Com esse time, também, acho que nenhuma.

  5. Quero ver os defensores do Professor Ney FRACO, que hoje tomou um banho tático do Canalha que treina o Grêmio.
    Fomos sufocados pela equipe gaúcha, tomamos um vareio de Bola, de Tática e de GARRA.Foi VERGONHOSO, o segundo tempo do Tricolor, principalmente, depois da ” Visionária” substituição do Gênio, Ney FRACO.
    Paulo, O Osvaldo não “cavou” o pênalti, FOI Pênalti, inclusive Claríssimo.O CaseMARRA, mais uma vez, demonstrou aquela falta de Garra, Vontade e Amor a Camisa.O Cortez é limitado e Muitíssimo Burro.Hoje, nem irei comentar do Jadson, nem do Maycon, pois minhas opiniões são Imutáveis.
    Se ele for FRANCO, assumirá que é FRACO.

  6. Paulo Pontes, falar mal desse time do Ney Fraco é chover no molhado. O que eu não aguento é o blá, blá da imprensa em apoiá-lo em sua incompetência.
    Podem falar que eu sou corneteiro, mas estou falando isso há muito tempo e não me empolgo com as vitórias.
    Eu falei aqui que o time não tem padrão de jogo algum (quem conseguiu empatar com a LDU de loja, pode ter?).
    O time depende da marcação incansável de Wellington, da troca de passes de Lucas e LF, ou de algum acerto de Osvaldo. E só foi com Wellington em campo que começou a ascensão do São Paulo. Sem ele, é o mesmo do sempre.
    O Ney Fraco não mudou nada, para mim, não deu padrão de jogo algum. Muito pelo contrário, quando pode faz porcarias como a de hoje, quando chamou o Grêmio para cima do São Paulo.
    Muito fraco, levou uma aula do Abel Braga no domingo passado e hoje levou outra do Luxemburro.
    Ok, alguns falarão “só por causa de uma derrota, o São Paulo não presta?”, ou então “e o jogo contra a LAU?”. Falei que a LAU não era parâmetro e Wellington estava em campo. Não dá para depender de alguns poucos jogadores salvando o time. Ou então, quando tem sorte vai, quando não tem, não vai.
    Jadson continua um arremedo de jogador. Não temos outro para a posição é verdade, mas garanto o substituto dele não é William José aos 42 do segundo tempo. Aliás, temos Cicero que é muuuuuuitoooo melhor que o Maicon para compor meio de campo, mas ele não pode colocar o Cicero em campo com medo de algo dar certo e descobrirem que o Rogério Ceni estava certo…
    Vai ser difícil, mas o Ney Fraco está fazendo de tudo para ficarmos fora dos 4 primeiros do Brasileiro. E na Sul Americana é muito pouco provável que iremos encontrar outra LAU de agora em diante. Por sinal, se for o Grêmio, tenho por mim que já estamos fora.

    • Em algumas coisas realmente vc tem razão. O Ney Franco não sabe mudar o time no meio do jogo, Mas quanto a ‘padrão’ de jogo voce esta muito enganado. O SPaulo esta vindo com um toque de bola que nao se ve a muito tempo. O SP deu um baile na LDU, mesmo esse time sendo fraco. O SP so empatou com o Flu por um erro do Tolei e nao vi o Abel fazer nada de mais. Alias o Flu e o Campeao hoje.

      • O Abel Braga após sofrer o primeiro gol tirou de campo o Rafael Sobis, sem se importar que ele que ganha mais de 500 mil por mês, e colocou o jovem Samuel para jogar em cima do Douglas. O que fez o Ney Fraco? Nada, assistiu ao jogo do lugar mais privilegiado do estádio. Deixou um Jadson em campo que não vinha fazendo nada desde o primeiro tempo, assim como todo o time. Fizemos 1 a 0 num lance de sorte, mas o Fluminense já vinha melhor que a gente.
        Onde saiu gol deles? Em cima de uma falha do Tolói, mas que só começou porque o Sr. Douglas perdeu a bola na frente e deixou Tolói no mano a mano com o Samuel. Tolói errou sim, mas deveria estar cercando Fred e não na lateral direita.
        Depois disso, só deu Fluminense e continuamos inoperante no meio de campo para frente.

      • Concordo com o Paulo. O Ney Franco tem substituído mal, mas o time tem padrão. Basta ver quantas bolas, por exemplo, são lançadas para o Luis Fabiano recebe na posição, pelo lado direito da entrada da área, ver o Cortez indo para o cento do campo na hora que o Osvaldo para para a linha de fundo, ver o time roubando bolas em situações parecidas, ver que o time prefere sempre sair trocando passes a dar chutões etc. Respeito as opiniões divergentes, mas parece-me que podemos até dizer que o esquema não é bom, mas dizer que não há padrão é um exagero…

    • Uma coisa que gostaria que ficasse claro é que a minha observação a respeito da ‘falácia’ do padrão de jogo do time e sobre a atuação de Jadson não são críticas aos colegas que pensam o contrário. É apenas a minha opinião e o que eu acho. Não estou sendo oportunista, pois venho comentando sobre esses problemas mesmo nas vitórias.

      • Sou um apreciador da lógica utilizada pelo Régis em suas análises. Todavia, democraticamente, ouso discordar quando se refere à falta de padrão. No meu entendimento, o time já apresenta uma evolução tática que sinaliza a existência de um certo padrão técnico. O que ocorre, ainda sob a minha ótica, é que o Ney não é um bom estrategista, o que acaba prejudicando muito o seu trabalho durante os jogos. Acaba mexendo sempre mal e o resultado fica desastroso… Quanto a falta de oportunidade para o Cícero, no meu entender ele teve de sobras e também não provou que pode ser titular. Agora falar sobre a falta de qualidade do Jadson para ser o camisa 10 é chover no molhado. Mas o moço deve ter uma boa assessoria de imprensa, pois a mídia esportiva não se cansa de falar que ele é o Rei das Assistências….sic

        • Caro Waldir, acho que você tocou num ponto que eu não tinha pensado.
          Acho que o correto é o que você falou. Talvez não seja mesmo falta de padrão, na verdade, o Ney Franco é um péssimo estrategista.
          Quanto ao padrão, eu esteja enganado, mas com certeza o padrão é único e já ficou provado que contra times com técnicos um pouco mais experientes, ele não funciona ou é neutralizado. Ontem chutamos 6 bolas ao gol, contra 20 do Grêmio. Lá em Santiago, chutamos 2 bolas no gol no segundo tempo. No Morumbi contra Fluminense, também só duas no segundo tempo.
          No que diz respeito às mudanças desastrosas acredito que falte banco, mas aqui entre nós, mesmo Cicero não sendo uma maravilha, ele ainda é muito melhor do que Maicon, Casemarra, William José e Ademilson.
          .

  7. Nem Jadson e nem Admilson merecem nota 4. Na minha opinião merecem nota ZERO. Jadson some qdo realmente se precisa dele e Admilson…. Admilson….. quem é Admilson???

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*