Notas dos jogadores

Renan: três participações no jogo com segurança. 7

Maicon: deu conta do recado. 6

Militão: melhor na zaga do que no meio de campo. 6

Lucão: não comprometeu. 6

Marcinho: não foi bem. 4

Jucilei: gigante. Disparado o melhor em campo. 8

Cícero: continua sem me fazer entender o que faz no time. 4

Junior Tavares: não acerto um único cruzamento ou cobrança de falta. 4

Wellington Nem: uma aberração. 2

Lucas Pratto: luta sozinho num time sem criação. 5

Thomas: pedimos que ele começasse jogando. Que pena. 3

Wesley: ao menos não comprometeu. 5

Gilberto: jogou pouco tempo, mas quase marcou um gol. 5

Lucas Fernandes: jogou pouco tempo. Sem nota

Rogério Ceni: escalou o time que eu gostaria de ver começando, mas estamos sem um jogador que crie qualquer coisa. 6

 

Ah! Estou com um canal no You Tube. Veja aqui e me dá um retorno sobre o que achou.

Paulo Pontes

10 comentários em “Notas dos jogadores

  1. Time fraquinho, fraquinho! As contratações lembram aquelas dos anos 60: Deleu, Sabino, Miruca e outras aberrações. Vamos lutar pela honra de estar em os 10 primeiros. Título ou classificação para a Libertadores, só olhando de binóculo.

  2. Dá dó de ver o Prato jogando neste time! Tenho impressão que ele tem vontade de dar um grito de desabafo no meio de campo contra tanta mediocridade e falta de esquema tático do time. Ele deve pensar: “bem, estou ganhando o meu pão aqui, melhor deixar pra lá”. Entretanto, com os seus botões, ele deve xingar muita gente: inclusive o treinador, ou principalmente o treinador. O Wellington Nem e o Cícero, então, ele deve ter vontade de esguelhar ali no meio de campo mesmo…

  3. Brincadeira o SPFC é muito fraco em contratações o time só contrata jogadores que nao tem concorrência no mercado e que pelo mesmo fato ninguem quer por isso obtem sucesso nesse tipo de contratação como Denilson, Maicosuel, W.Nem, Neilton, Kieza pelo amor da misericórdia. …e agora me digam nao conseguem tirar o Fernando Bob….da ponte abandone. …mas tambem na minha opinião nao seria útil. …nao jogo nada no flu e nem no inter….

  4. O problema não é o Cícero individualmente ou o Wellington Nem individualmente.

    O problema também é tático. Tem equipes com jogadores bem inferiores aos dois jogando melhor.

    Esse esquema com 3 zagueiros simplesmente não funciona. Dificilmente um time com 3 zagueiros é vencedor hoje em dia. Isso é coisa dos 2000 e poucos.

    Precisávamos de um time com mais poder ofensivo, num 4-2-3-1 ou 4-1-4-1 , um futebol mais moderno. Com consistência no meio de campo, compacto, com aproximação.

    Se tivéssemos um time com:

    Renan – Bruno (ou Buffarini), Maicon, R. Caio (na ausência dele, Militão, Lucão ou Douglas), J. Tavares; Jucilei e Cícero (Militão quando R. Caio voltar), Marcinho, Cueva (Thomaz ou Lucas Fernandes) e Wellington Nem (Na falta de algum jogador mais inteligente); Lucas Pratto.

    Com isso, já poderíamos ter um time com mais aproximação.

    Esse time de 3 zagueiros ou mesmo com variação pra dois zagueiros, mas sem velocidade, não vai dar em nada. Não tem ninguém capaz de quebrar o sistema defensivo do adversário.

    Com isso, teríamos um time mais consistente.

    É preciso mudar a filosofia de jogo, ter uma proposta coerente de futebol, que dê alguma perspectiva.

    Com essa filosofia, não vai chegar a lugar algum.

  5. Não adianta ter um time de improvisos.

    Jogadores que não são pontas nas pontas, jogadores que são pontas nas laterais (ou alas) por exemplo.

    Não dá. Jogadores de ponta precisam ser leves e rápidos, dribladores, habilidosos e agudos. O Thomaz é meia, não ponta.

    Não estão observando o básico do futebol, que é posicionar e determinar funções aos jogadores de acordo com suas características.

    Nas duas pontas, os jogadores precisam ser rápidos. Se não tiver no elenco profissional, tem que por molecada pra correr pelos lados dos campos. Não adianta colocar jogador lento pelos lados dos campos.

    Não adianta jogar no contra-ataque tendo só jogadores lentos em campo (como contra o SCCP, por exemplo).

    Será que é pedir demais ter um pouco de coerência e raciocínio lógico?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*