Notas dos jogadores

Denis: sem culpa nos gols e duas grandes defesas. 7

Bruno: muita vontade, pouca técnica. 5

Lugano: lento e com péssima saída de bola. 3

Maicon: hoje não foi bem. 4

Carlinhos: horrível. 2

Hudson: regular. 6

Thiago Mendes: errou muitos passes. 4

Cueva: o nome do jogo. 10

Kelvin: boa partida, mal substituído. 7

Centurion: fez boa partida, parece que rende muito mais pelo meio do ataque. 7

Michel Bastos: mais uma vez foi muito mal. 4

Chavez: não mostrou para o que veio. 5

Luiz Araujo: uma boa arrancada, mas foi só. 6

Pedro Bertoluzzo: jogou pouco tempo. Sem nota.

Edgardo Bauza: fez a obrigação de colocar o time para a frente, mas falta algo a mais. 5

 

Paulo Pontes

11 comentários em “Notas dos jogadores

  1. Pra ser sincero, é preciso que tenhamos uma mudança de mentalidade.

    Mudar essa mentalidade se passa por começar a colocar quem joga melhor. Sei que este conceito parece óbvio, mas é também muito claro que precisamos trocar algumas peças para isso.

    Começando pela mentalidade de jogo do Bauza. Prezamos pela defesa e levamos 2 gols em casa da Chapecoense logo no início? Compensa mesmo a falta de repertório ofensivo?

    Nessa mentalidade, falta coragem de colocar a molecada, como o Luiz Araujo logo de titular no lugar do Michel Bastos e assim teríamos dois jogadores de mais qualidade e velocidade na frente para ajudar o Kelvin, que joga pela direita. Cueva e Luiz Araújo poderiam armar boas trocas de posição por ali com velocidade. O Luiz Araujo é rápido e tem mais condições de ajudar na recomposição defensiva também.

    Não dá pra deixar o João Schmidt fora desse time. Tá marcando melhor e jogando melhor que o Hudson. Dá muito mais qualidade e estabilidade ao meio de campo.

    Essa mentalidade passaria pela troca de técnico também. Precisamos de um treinador que pense mais em jogar um futebol ofensivamente mais consistente. O próprio Audax do Fernando Diniz tinha essa mentalidade mais ofensiva, com bom toque de bola, aproximações, triangulações.

    Jogar a bola na área de qualquer jeito e depender de uma ou outra bola, realmente não é um futebol que ganha títulos importantes hoje em dia.

  2. Nao concordo com sua opiniao sobre o chavez..cara mostrou que pode ser muito util..muita força fisica e velocidade..acho que tem que jogar na vaga de michel bastos…

  3. Lamento pelo Lugano… que pode estar comprometendo sua biografia no Tricolor. Mas preciso falar sobre o fraco Carlinhos… Trata-se de jogador apenas razoável. Muito limitado para as nossas necessidades. Apoia mal e marca pior ainda. Já está bichado faz tempo. Aliás, desde os tempos do Fluminense ele está bichado. Penso que essa péssima contratação devemos colocar na conta do Muricy, que o recomendou. Quanto ao Miguelito, acho que ele está jogando somente com o nome. Fraquíssimo e ainda sem a mínima garra. Depois reclama do apitaço da torcida. Finalmente, o resultado espelha com clareza as nossas condições. Jogamos para não ser rebaixado…apenas isso!

  4. Atacante tem que ter gana pelo gol, o Michel Bastos não tem, ou volta para lateral ou banco. Nao da mais para engolir essas escalações fatias pelo nome, Araújo, João e Lyanco tem que jogar, o Pedro ainda não mostrou.

  5. Não deveria dar nota para jogador que atua somente nos momentos finais, eles não têm aqueles minutos de aquecimento para entrar no jogo, portanto a nota dada não tem fundamento para ser justa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.