Nobre usa dinheiro de Thiago Mendes para trazer Leandro e provar força

Paulo Nobre já recebeu elogios em conversas particulares com Mário Gobbi por se posicionar firmemente na briga contra Carlos Miguel Aidar. Mas mirou em jogador que estava apalavrado com o Corinthians para se recuperar de mais uma derrota para o São Paulo. Rejeitado por Thiago Mendes, o Palmeiras oferece o dinheiro que gastaria no volante para contratar o atacante Leandro.

O Verdão se mexeu primeiro para contratar Thiago Mendes, dispondo-se a pagar quase R$ 6 milhões ao Goiás por 40% dos direitos econômicos do jogador. Como o meio-campista de 22 anos preferiu jogar no Morumbi, Nobre resolveu provar sua força usando R$ 5 milhões para ficar com 50% dos direitos econômicos de Leandro e cinco anos de contrato, desfazendo o acordo verbal do atacante com o Corinthians.

O acerto com Leandro deve ser anunciado em breve. O jogador está registrado no Cianorte, clube paranaense, mas pertence a um grupo de empresários que, inicialmente, aceitou R$ 900 mil para emprestá-lo ao Corinthians por um ano. Porém nada foi assinado, e o atacante se encaminha para o Palmeiras.

O Verdão entrou no negócio exatamente após mais uma derrota para o São Paulo, que já levou o atacante Alan Kardec – episódio que causou o rompimento de Nobre com Aidar –, encaminhou acerto com o volante Wesley e, agora, levou Thiago Mendes. Coube à diretoria palmeirense, intensamente contestada, mostrar-se forte diante de um rival, afetando diretamente o Corinthians.

Facilitaram na negociação as conversas que o Palmeiras já mantém com o grupo de empresários de Leandro, também representantes do centroavante Henrique. Com este, o clube já acertou as bases salariais da renovação do contrato e busca alternativas para mantê-lo sem desembolsar os US$ 2,5 milhões (R$ 6,6 milhões) pedidos por 50% de seus direitos econômicos.

Leandro, também conhecido como Banana, tem 23 anos, defendeu a Chapecoense no último Brasileiro e marcou dez gols, sendo dois deles em derrota do clube catarinense para o Palmeiras. Se realmente assinar com o Verdão, será celebrado por Nobre como um trunfo que diminui sua imagem de mau negociador.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.