No retorno de Lucas, São Paulo goleia a Ponte no Morumbi

O São Paulo não tomou conhecimento da equipe da Ponte Preta que foi até o Morumbi, na noite deste sábado. Com gol de pênalti de Rogério Ceni e outro golaço de Lucas, jogando juntos pela primeira vez neste ano, os donos da casa ganharam com facilidade e se recuperaram de uma sequência de três derrotas seguidas no Brasileirão.

Lucas, que estava com a Seleção Brasileira nos Jogos Olímpicos, fez seu primeiro jogo pelo Sampa depois de perder a medalha de ouro para o México. Já Ceni se recuperou de falha, que resultou em gol contra na última rodada, diante do Náutico.

Com a derrota, a Ponte não conseguiu atingir sua meta de 25 pontos no primeiro turno, ficando com apenas 20, que deixa o alerta ligado na equipe campineira, que tem como principal objetivo se manter na elite no ano que vem.

Em jogo resolvido ainda no primeiro tempo, a Macaca não conseguiu segurar Lucas, mesmo com a marcação especial armada pelo técnico Gilson Kleina com o lateral Cicinho. Logo aos dois minutos, o meia tricolor rolou a bola para Ademilson, que quase não conseguir dominar e mandou pelo lado de fora do gol.

Aos oito minutos, Paulo Miranda subiu na área sozinho, mas cabeceou na lateral da trave de Edson Bastos. Em resposta, a Ponte fez uma das poucas jogadas de perigo da partida, aos 11, com Cicinho, que cruzou para Roger, mas acabou desviando a bola errado.

Sem organizar o ataque e com a defesa dando brechas, a equipe campineira deixou o São Paulo chegar ao primeiro gol aos 19 minutos. Roger, em um tentativa de salvar uma bola cruzada por Jadson na área, acabou pulando com a mão para o alto e o árbitro marcou pênalti por toque de mão na bola.

Na cobrança da penalidade, Rogério Ceni marcou pela 105ª vez e abriu o placar para os mandantes. Roger recebeu o terceiro cartão amarelo e está fora do duelo contra a Portuguesa, na próxima rodada.

Apenas quatro minutos depois, aos 25, Lucas tabelou com Ademilson na entrada da área pontepretana e chutou com força e acertou o cantinho de Edson Bastos, que não teve chance de impedir o golaço.

Ambas as equipes ainda tiveram uma chance cada de marcar. Ademilson driblou Tiago Alves, deixou para Jadson que chutou e por pouco não acertou a rede adversária. Aos 42, Rogério Ceni teve que trabalhar em sua função pela primeira vez, quando Baraka arriscou na sobra, mas o goleiro tricolor pegou.

Na volta do intervalo, Kleina mexeu na Macaca promovendo a entrada de Lucas e Bruno Sabino, no lugar de Somália e Luan, respectivamente, para deixar o time mais ofensivo, mas foram poucas as emoções na segunda etapa.

Os visitantes tentaram pressionar a marcação do Sampa, mas não conseguiram muito resultado coletivamente. Aos 16 minutos, Cortez recebeu o terceiro cartão e cumprirá suspensão diante do Corinthians.

Edson Bastos ainda conseguiu salvar a equipe, aos 39, em tentativa de Paulo Miranda. Na sequência, Roger foi protagonista de outra boa chance pontepretana. Aos 40, o atacante driblou a marcação em jogada individual, mas chutou para fora.

Com o jogo praticamente concluído, ainda tinha espaço para mais. Osvaldo, aos 42, driblou três defensores da Ponte, soltou uma bomba no ângulo direito e fez o terceiro do Sampa.

Na primeira rodada do returno, o São Paulo faz clássico com o Timão, no próximo domingo, às 16h, no Pacaembu, enquanto a Macaca enfrenta a Lusa, no sábado, às 21h, no Moisés Lucarelli.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 3 X 0 PONTE PRETA

Local:  Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 18 de agosto de 2012, sábado
Horário:  21 horas (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Guarizo (SP)
Assistentes: Alex Alexandrino e Ricardo Pavanelli (ambos de SP)
Cartões amarelos: Lucas, Denilson, Cortez, Osvaldo (São Paulo); Somália, Roger, Tiago Alves, Baraka (Ponte Preta)
Público total: 9.900 pessoas
Renda líquida: R$ 106.387,28
Gols: SÃO PAULO: Rogério Ceni, aos 21, e Lucas, aos 26 minutos do primeiro tempo; Osvaldo, aos 42 minutos do segundo tempo

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Rafael Toloi e Edson Silva; Paulo Assunção, Denilson (João Schmidt), Maicon, Jadson e Cortez (Cícero); Lucas (Osvaldo) e Ademilson
Técnico: Ney Franco

PONTE PRETA: Edson Bastos; Cicinho, Tiago Alves, Diego Sacoman (Ferron) e Uendel; Baraka, Somália (Lucas), Ricardinho e Luan (Bruno Sabino); Rildo e Roger
Técnico: Gilson Kleina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*