No dia da estreia, as passagens de Ganso pelo São Paulo

O tão aguardado jogo começa às 17h deste domingo, no Morumbi. Mas talvez nem um gol seja comemorado tanto como o fato que deve acontecer por volta das 18h20. Cerca de 60 mil são-paulinos estarão no estádio esperando Ney Franco chamar Paulo Henrique Ganso para entrar no time e fazer sua estreia pelo São Paulo.

A expectativa não é exclusiva dos torcedores. Dentro do clube, o sentimento é o mesmo. Companheiros, comissão técnica e demais funcionários do CT da Barra Funda acompanharam de perto o dia a dia do jogador desde 21 de setembro até a partida desta tarde, contra o Náutico (com transmissão em tempo real pelo LANCENET!).

E vários descrevem o novo camisa 8 da equipe da mesma maneira: uma pessoa muito tímida, mas que passa a impressão de que já está há muito tempo no Tricolor.

Ganso já está entrosado com o grupo de jogadores e participa das brincadeiras. Fora do ambiente dos atletas, ele é discreto e não tem grandes causos pelo clube.

O apelido de Maestro se refere às características que tem dentro das quatro linhas, mas também pode ser levado para fora de campo. Não pela liderança perante ao elenco, algo que não tem, mas por falar pouco e ser disciplinado. Para estar em campo hoje, Ganso só foi ter folga da fisioterapia em seu 22 dia de tratamento da lesão na coxa esquerda.

Assim como não reclamava para os profissionais do Reffis, a preparação física também pouco ouviu queixas do camisa 8, que cumpriu a todos os exercícios pedidos desde o início. Com média de 180 batimentos cardíacos por minuto durante as atividades, ele ganhou condição de jogo, mas ainda não está 100%. Por isso, o meia fica como opção no banco de reservas hoje e deve entrar perto dos 20 minutos da segunda etapa do jogo.

Ainda sem ter participado de nenhuma partida do São Paulo, Paulo Henrique Ganso já tem repercussão de ídolo. Com ele, a audiência em torno do clube aumentou e um reflexo disso é que o Morumbi estará lotado de novo, assim como quando foi apresentado, logo após a contratação, que custou R$ 23,9 milhões.

Uma vitória hoje pode colocar o time na Libertadores do ano que vem, o que seria um ótimo cartão de visitas do Maestro, que tem tudo para reger o Tricolor na próxima temporada.

Confira algumas histórias de Ganso pelo São Paulo:

Ao estilo Hortência

No dia 23 de setembro, segundos antes de subir ao gramado do Morumbi para sua apresentação para o torcedor, Ganso parou no túnel que dá acesso ao campo. Já ouvindo os gritos dos mais de 40 mil são-paulinos, o meia estava emocionado e respirou profundamente. Quem viu a cena, compara aos famosos lances de arremessos livre da ex-jogadora de basquete Hortência. O jogador se concentrou e subiu para ser saudado e dar uma volta olímpica diante dos são-paulinos.

Presente de aniversário

No dia 12 de outubro, Ganso completou 23 anos. Ele estava no 20 dia consecutivo de fisioterapia, sempre em dois períodos (manhã e tarde). O meia virou para o fisioterapeuta Luiz Rosan e pediu:

– Hoje é meu aniversário, o que vou ganhar de presente? Uma folga?

A resposta fez o jogador cair na gargalhada, mas não desanimar do tratamento da coxa esquerda:

– Eu vou lhe dar uma folga. Mas só no domingo, e na parte da tarde.

Pegadinha

Depois de ficar cerca de um mês restrito ao Reffis, onde treinava sempre em dois períodos e não tinha a mesma rotina dos demais jogadores do elenco, Ganso se adaptou recentemente aos horários passados pela comissão técnica.

Depois do jogo-treino da última quinta-feira, mesmo ciente de que a atividade no dia seguinte aconteceria pela manhã, ele brincou com os companheiros:

– Tchau, até amanhã à tarde (risos).

O camisa 8 nunca faltou a um treino ou chegou atrasado.

Boom na internet

A presença de Ganso não tem levado apenas mais torcedores ao estádio. Na internet, a procura pelo site, Twitter e Facebook do São Paulo é muito maior do que antes. Tanto que o clube precisou trocar o servidor do site para dar conta da quantidade de acessos.

A interatividade também cresceu, principalmente nas redes sociais. Agora, com o jogador em campo, a meta é começar a explorar a imagem dele, já que o clube tem certeza de que o retorno será grande e positivo com a torcida.

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*