Ney Franco foi avisado que precisa vencer Recopa para ficar

O presidente Juvenal Juvêncio sofria grande pressão para demitir o técnico Ney Franco antes do jogo contra o Grêmio. O empate amenizou a chance de queda, mas não anulou. A pressão continua hoje, e Ney já foi avisado que se não conquistar a Recopa Sul-Americana, contra o Corinthians, ficará insustentável. São mínimas, porém, as chances de uma troca antes da viagem para Copa Audi e Suruga, mas as conversas com outros treinadores começarão em caso de fracasso contra o arquirrival.

O São Paulo volta de férias nesta segunda-feira e retoma os treinos para o segundo semestre. Antes do primeiro jogo da Recopa contra o Corinthians, no dia 3 de julho, enfrenta o Flamengo em amistoso, no sábado. O segundo jogo do torneio continental acontece só em 17 de julho. Os três jogos pelo Brasileirão, no meio dos dois confrontos, estão abaixo da Recopa na escala de prioridade.

Os dirigentes são-paulinos desejam o troféu contra o rival para amenizar o fracasso do primeiro semestre. Não aceitarão, em hipótese alguma, que o Corinthians vença um título internacional sobre o São Paulo. Atual campeão da Libertadores e do Mundial, o rival sempre esteve abaixo do Tricolor em troféus de competições fora do âmbito nacional, historicamente.

A pressão sobre Juvenal Juvêncio pela demissão de Ney existe desde a má campanha na fase de grupos na Libertadores. Segundo dirigentes da cúpula são-paulina, o treinador só se sustenta até hoje pelo apoio do diretor de futebol Adalberto Baptista. É o único da diretoria que defende a permanência. Juvenal, por ora, acata a decisão de seu braço-direito.

Se perder a Recopa, a diretoria do São Paulo começará a conversar com outros treinadores, mas não deverá demitir Ney Franco imediatamente. Adalberto Baptista convenceu os demais de que é melhor manter o técnico até a Copa Suruga, por conta do calendário apertado. Haverá três jogos após a segunda partida da Recopa, até a viagem para a Copa Audi, na Alemanha. Tempo para conversar, mas não para demitir e contratar treinador.

MURICY: AGRADO POLÍTICO, MAS CONTESTADOR

Nome preferido de parte da diretoria do São Paulo, Muricy Ramalho ainda não convence Juvenal Juvêncio. Se por um lado o presidente admite que o treinador tricampeão brasileiro pelo clube, entre 2006 e 2008, seria uma perfeita alternativa política para garantir as eleições de 2014, por outro pensa que o perfil contestador pode atrapalhar.

Membros da diretoria dizem que Muricy é o único que, no momento, faz Juvenal pensar seriamente na demissão de Ney Franco em caso de novos fracassos. O receio do presidente é que o treinador não acate todas as decisões impostas pelo diretor Adalberto Baptista.

Demitido pelo Santos, Muricy está sem clube e teve o nome gritado pela torcida do São Paulo após a derrota para o Goiás no Morumbi, no último dia 5. Ele não é unanimidade entre a diretoria, mas agrada a maioria, que pressiona o presidente pela saída de Ney. Muricy não pretendia assumir outro clube após deixar a Vila Belmiro, mas aceitaria o retorno ao São Paulo se receber uma proposta.
Fonte: Lance

3 comentários em “Ney Franco foi avisado que precisa vencer Recopa para ficar

  1. É, se minhas previsões se concretizarem o ditador JJ já pode começar a contactar outro técnico, pois previ a queda na libertadores, a perda do Paulista o declínio no Brasileirão e ainda continuo prevendo que com esse técnico de time médio, e a manutenção dos dois jogadores que ganham muito para pouco futebol, a segundona continua vislumbrando o futuro tricolor em 2014. Agora tudo, menos perder a recopa para os gambás.

  2. Depois de tudo ainda apostarem na permanência no fabuloso “matador de cachorro morto” e deixarem de contratar Nilmar, continuarem acreditando num técnico desmoralizado perante a torcida e elenco, é muita burrice para tão pouco tempo. Infelizmente vamos perder tempo com esses dois sujeitos. Um vai continuar fazendo asneiras por mais 6 meses e o outro está com os dias contados. Resultado em 2013 – posição = time coadjuvante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.