Ney Franco diz que pensou em tirar Edson Silva para evitar expulsão

Ney Franco costuma trocar mesmo nos minutos iniciais dos jogos um zagueiro que recebe cartão amarelo muito cedo, mas tomou atitude diferente neste domingo. Manteve Lúcio e Edson Silva em campo mesmo com ambos sendo advertidos no primeiro tempo, embora tenha cogitado tirar um deles no intervalo. E Edson Silva foi expulso.

“Tivemos o Lúcio e o Edson pendurados no primeiro tempo. Passa pela cabeça no intervalo fazer uma substituição por conta do amarelo, como também com um volante, mas hoje eu tinha os dois zagueiros pendurados. Pedi que soubessem jogar bem posicionados, mas, infelizmente, o Edson foi expulso”, lamentou o técnico.

A opção, contudo, virou motivo para exaltação de seus comandados. Apesar da inferioridade numérica, o Tricolor conseguiu segurar durante todo o segundo tempo a vitória por 2 a 0 construída antes do intervalo. “Os atletas se entregaram e soubemos montar bem duas linhas de quatro. O Wellington e o Paulo Miranda entraram muito bem”, elogiou.

Mesmo outros problemas do primeiro tempo foram corrigidos. “Tivemos dificuldades porque o Cicinho ficou com muita liberdade, mas, no segundo tempo, o Silvinho não o deixou jogar. Defensivamente a equipe foi muito bem, inclusive com o setor ofensivo funcionando ao neutralizar jogadas fortes da Ponte Preta. E criamos mesmo com um jogador a menos em um jogo muito equilibrado”, comemorou Ney Franco.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Treinador elogiou Wellington e Paulo Miranda por terem preenchido os espaços deixados com a expulsão de Edson Silva

Com tantos trunfos, o São Paulo pôde somar três pontos que acredita que serão raros para seus concorrentes na casa da Ponte Preta. “Foi um jogo difícil. É uma vitória que precisamos valorizar muito porque jogar contra a Ponte aqui é difícil. Eles vêm jogando de uma forma desde o ano passado, fizeram uma boa campanha no Paulista deste ano e atuam em um campo difícil de jogar, o gramado não é muito bom”, lembrou Ney.

 

E ficou uma prova de que não falta empenho no elenco. “Se não tivemos muita técnica, o jogo valeu pela vontade e entrega da nossa equipe, que mostrou estar junta e que quer entrar para fazer um campeonato muito bem feito. Por isso, o São Paulo está entre os candidatos ao título”, definiu o treinador.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*